MENU

Oposição acusa Arruda de tirar do ar informações sobre gastos de 2007 a 2008

Oposição acusa Arruda de tirar do ar informações sobre gastos de 2007 a 2008

Atualizado: Segunda-feira, 7 Dezembro de 2009 as 12

A oposição acusa o governador José Roberto Arruda (DEM) de tirar do ar o sistema de acompanhamento de gastos e execução orçamentária do ar, o Siggo (sistema integrado de gestão governamental). O deputado Paulo Tadeu (PT-DF) diz que o governo do Distrito Federal tirou do Siggo as informações sobre os gastos de 2007 a 2008. O sistema permite aos distritais acompanharem a execução orçamentária e financeira do governo.

O presidente em exercício da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Cabo Patrício (PT-DF), determinou que a Procuradoria da Casa tome medidas judiciais para obrigar a Secretaria de Fazenda a disponibilizar os dados aos deputados distritais.

''O governo está querendo esconder alguma coisa. Querem evitar que os parlamentares detectem alguma irregularidade e dê publicidade'', disse ele.

A Secretaria de Planejamento nega que as informações tenham sido retiradas propositalmente do ar. O órgão atribuiu o problema à instabilidade do sistema e informou que irá apurar o que derrubou o Siggo.

Arruda é suspeito de participar de um suposto esquema de pagamento de propina a políticos aliados.

Por: Márcio Falcão

veja também