Organizadora de rodeio diz que atirador não entrou com arma na festa

Organizadora de rodeio diz que atirador não entrou com arma na festa

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 8:13

A empresa contratada pela Prefeitura de Novo Horizonte, a 399 km de São Paulo, para organizar o rodeio no qual um homem de 28 anos morreu baleado, afirmou em nota que o atirador não entrou na festa armado, pois todos os que passaram pela portaria, incluindo os peões, foram revistados. O crime aconteceu na noite de segunda-feira (11).

Álvaro Terentino Júnior, de 28 anos, assistia ao show com a namorada quando foi atingido por dois tiros na cabeça. Segundo a polícia, o homem morto não tem antecedentes criminais. Ele era dono de uma empresa provedora de internet.   A polícia de Novo Horizonte já começou a ouvir testemunhas que podem ajudar a identificar o autor dos disparos. Segundo o delegado Leonel Aparecido Siqueira, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade, um desentendimento com outro rapaz pode ter motivado o crime. A polícia investiga como o autor do disparo conseguiu chegar à arena com uma arma.

“Foi uma conduta totalmente premeditada, haja vista que o criminoso não chegou a conversar com a vitima, simplesmente chegou próximo a ela e na direção de sua cabeça acabou efetuando dois disparos”, explicou o delegado.    

veja também