MENU

Pagodeiro é condenado a 33 anos de prisão pela morte da ex-mulher

Pagodeiro é condenado a 33 anos de prisão pela morte da ex-mulher

Atualizado: Sexta-feira, 13 Setembro de 2013 as 5:10

Pagodeiro é condenado a 33 anos de prisão pela morte da ex-mulherO pagodeiro Evandro Gomes Correia Filho foi condenado a 33 anos e 20 dias de prisão na noite desta quinta-feira pela morte da ex-mulher e pela tentativa de assassinato do filho do casal. O crime ocorreu em Guarulhos (na Grande São Paulo) em novembro de 2008.

O julgamento terminou por volta das 22h, após dois duas de júri. O réu, que estava foragido havia quase cinco anos, foi preso hoje ao comparecer no Fórum de Guarulhos, onde ocorreu o julgamento.

Edson Lopes Jr. - 29.set.10/Folhapress
Pagodeiro Evandro Gomes Correia Filho, que usou disfarce durante entrevista concedida em setembro
Pagodeiro Evandro Correia Filho usou disfarce em entrevista

Das seis testemunhas de defesa previstas para falarem hoje, cinco foram dispensadas, somente a irmã do acusado foi ouvida. O pagodeiro também foi interrogado nesta quinta-feira por cerca de uma hora e meia.

A ex-mulher de Correia Filho, Andreia Andreia Cristina Bezerra Nóbrega, 31, e o filho do casal caíram do terceiro andar do prédio onde moravam, no Jardim Santa Mena. Segundo a acusação, ela teria jogado a criança e se jogado após o réu cortar a mangueira do gás e ameaçar explodir o apartamento. Andreia morreu na hora e o menino sobreviveu.

Durante o tempo em que ficou foragido, Correia Filho concedeu uma entrevista à imprensa em setembro de 2010, se aproveitando da lei eleitoral, que não permite prisões, exceto em flagrante. Durante a entrevista, Correia Filho usou peruca "black power", óculos escuros e barba falsa para não ser reconhecido e se emocionou em alguns momentos.

veja também