Pai empresta dinheiro para pagar falso sequestro de filha em Sorocaba

Pai empresta dinheiro para pagar falso sequestro de filha em Sorocaba

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2011 as 3:42

Um aposentado de 69 anos perdeu R$ 3,5 mil no golpe do falso seqüestro, em Sorocaba, interior do estado. Ele procurou a polícia na noite de quarta-feira (30), depois que já havia feito um empréstimo bancário para tentar pagar o suposto resgate.

O aposentado estava em sua casa quando recebeu a ligação, por volta das 10 horas. Do outro lado da linha um homem dizia, em tom intimidador, que estava com a jovem. Como a vítima tem uma filha que mora em São Paulo, acreditou na farsa e passou a seguir as instruções do suposto seqüestrador, que inicialmente estipulou um resgate de R$ 100 mil. Como o aposentado disse que não tinha esse dinheiro, o valor foi baixado para R$ 5 mil.

O idoso recebeu o prazo de algumas horas para levantar o dinheiro e nesse período foi a uma agência bancária e fez o empréstimo, depositando o valor em uma conta corrente passada pelo criminoso.

Ao retornar para sua casa o aposentado recebeu um novo telefonema do golpista, que desta vez exigiu que ele comprasse R$ 600 em cartões para recarga de celulares. A vítima comprou os cartões e quando se preparava para passar os códigos de recarga ao criminoso recebeu uma ligação de sua filha, que disse que estava bem e lhe explicou o golpe.

Rotina

Só no mês de novembro quatro pessoas registraram boletins de ocorrência alegando terem sido vítimas do golpe do falso seqüestro em Sorocaba.

Segundo o delegado seccional André Moron, a maior parte dos golpes praticados contra sorocabanos parte de cadeias do Rio de Janeiro. “Os presos aplicam o golpe através de celulares infiltrados nesses presídios. Eles se revezam e o aplicam durante as 24 horas do dia. Quando uma pessoa receber uma ligação dessas, deve imediatamente entrar em contato com a suposta vítima e desmascarar o golpe”, orienta. “Não há risco para que atende, pois os criminosos escolhem números a esmo e nem tem conhecimento para qual cidade estão telefonando.”    

veja também