MENU

Paim anuncia que votará a favor do projeto de mínimo do governo

Paim anuncia que votará a favor do projeto de mínimo do governo

Atualizado: Quarta-feira, 23 Fevereiro de 2011 as 3:51

Poucas horas depois de ter sido chamado para uma conversa com a presidente Dilma Rousseff, o senador Paulo Paim (PT-RS) foi até a tribuna do Senado, na tarde desta quarta-feira (23) e declarou seu voto no projeto de salário mínimo do governo.

O projeto fixa em o salário mínimo em R$ 545. Paim defendia uma antecipação de R$ 15 do reajuste do ano que vem, a fimde elevar o valor para R$ 560, como pretendiam as centrais sindicais.

"Sim, votarei no projeto que veio da Câmara dos Deputados mediante estas opiniões que expressei com muita clareza. Quero construir uma política de valorização aos aposentados e pensionistas. Quero agradecer aos meus amigos das centrais sindicais e da Cobap. O que era mais importante, garantir a antecipação dos R$ 15 ou uma valorização permanente dos aposentados e pensionistas?, disse o senador em discurso no plenário.

Paim, que era um dos principais defensores de um reajuste superior ao proposto pelo governo, disse que seu voto na proposta do governo foi motivado pela garantia de uma continuidade das negociações, proposta pela presidente Dilma.

"“Mediante as negociações que ela [presidente] me garantiu, falei de uma política permanente de valorização dos aposentados e pensionistas, falei do fator previdenciário e ela me garantiu que abrirá a discussão destes dois temas”", afirmou.

Segundo ele, a partir da próxima semana, se iniciam as discussões em torno da política de valorização dos benefícios dos aposentados e pensionistas.

Outra proposta que, segundo o petista, deve começar a ser discutida na próxima semana é o fim do fator previdenciário. A proposta foi aprovada no ano passado pela Câmara e pelo Senado, mas vetada pelo ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

Durante seu discurso, Paim relembrou que foi o relator de uma comissão que construiu a política salarial que propõe que o reajuste seja baseado na inflação mais a variação do PIB de dois anos antes. A proposta do governo prevê o reajuste com base nesse critério até 2015. Para 2012, pela proposta, o valor do salário mínimo será de cerca de R$ 615.

"“Essa política salarial que nós construímos juntos, centrais sindicais, Congresso, é a melhor política salarial das Américas. O mérito é de todos. Eu não tenho dúvidas de que esta política salarial precisa ser mantida”", disse o senador

veja também