MENU

País terá padrão de plugues e tomadas para aumentar segurança do consumidor

País terá padrão de plugues e tomadas para aumentar segurança do consumidor

Atualizado: Quarta-feira, 21 Outubro de 2009 as 12

O país conclui em 2011 todas as etapas do processo de criação do padrão brasileiro de plugues e tomadas em conformidade com a norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O anúncio foi feito nessa terça-feira, 20 de outubro, pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

A padronização se tornou obrigatória por meio de portaria do instituto, publicada em 2000. Naquele ano foram estabelecidos diferentes prazos para que os vários segmentos da indústria adotem as novas regras a partir de janeiro de 2010, com todo o processo de conversão concluído, inclusive por parte do comércio, a partir de julho de 2011, quando os aparelhos elétricos e eletrônicos à venda terão que estar adaptados.

Pelo calendário divulgado pelo Inmetro, em 1º de janeiro do próximo ano vence o prazo para que os fabricantes de aparelhos eletroeletrônicos parem de produzir e para que os importadores deixem de comprar equipamentos com plugues antigos. Em 1º de outubro de 2010, vence o prazo para que os fabricantes e os importadores não comercializem mais para o varejo produtos com plugues antigos. A partir dessa data, os produtos devem sair de fábrica e ser importados com o plugue no novo padrão.

Em 1º de janeiro de 2011, vence o prazo para que o comércio varejista deixe de vender, de maneira avulsa, plugues e tomadas do modelo antigo. A etapa final está prevista para 1º de julho de 2011, quando vence o prazo para que o comércio varejista pare de vender aparelhos eletroeletrônicos com o plugue antigo.

Em entrevista à Agência Brasil, o chefe da Divisão de Programa de Avaliação da Conformidade do Inmetro, Gustavo Kuster, lembrou que, até então, o Brasil tem mais de 12 tipos diferentes de plugues e oito de tomadas. "Essa diversidade toda causa uma série de situações de riscos. A incompatibilidade levava a que o consumidor adotasse uma série de opções sem qualquer segurança, como lixar o pino do plugue. Além, naturalmente, da perda da energia elétrica, transformada pela irregularidade em calor com risco ao usuário."

Para ele, o mérito da padronização que está sendo adotada pelo Inmetro é exatamente o aumento da segurança. "A tomada e o plugue, como hoje são feitos, permitem o que chamamos de inserção parcial. A finalidade da padronização que vem sendo discutida desde o final da década de 90 tem esse objetivo da segurança."

Com a adoção do padrão, o mercado brasileiro passa a ter apenas dois modelos de plugues e tomadas: de dois e de três pinos redondos. O Inmetro informou ainda que o pino chato desaparece.

veja também