MENU

Papagaio é furtado na Zona Sul de SP; dono diz que é como perder filho

Papagaio é furtado na Zona Sul de SP; dono diz que é como perder filho

Atualizado: Quarta-feira, 23 Fevereiro de 2011 as 4:20

Um casal de São Paulo procura por um papagaio furtado há uma semana. Joly, de apenas oito meses, foi levada junto com notebooks, dinheiro, joias e documentos da casa onde eles moram no Planalto Paulista, na Zona Sul da capital.

Segundo o maestro Dyonisio Moreno, de 59 anos, dono do animal, quando ele voltou para a casa depois do trabalho na quarta-feira (16) encontrou a porta da cozinha arrombada. “Quando vi a porta aberta, já liguei para a polícia. Quando eles chegaram, fui até os quartos e vi que todos foram revirados e fiquei apreensivo, porque o terceiro quarto é uma espécie de viveiro”, diz.

Ele conta que quando entrou no terceiro quarto viu que Joly não estava no viveiro junto com a calopsita Lili e o tiriba de barriga vermelha Picolo e ficou desesperado, pois os animais são como filhos para o casal. “Optamos por não ter filhos. Então os animais são cuidados como filhos. O desaparecimento da Joly é irreparável. É como ter um filho sequestrado”, afirma. Ele diz que está disposto a pagar uma recompensa a quem achar o animal.

Para Moreno, o que mais preocupa é o estado de saúde do animal, pois a ave ainda é filhote e requer cuidados especiais porque não faz parte da fauna brasileira. “A Joly come só frutas, ração para papagaio e papinha. Ela começou a falar agora e a pedir comida. Para ter um animal como esse em casa tem que adquirir de alguém que seja autorizado pelo Ibama”, conta.

Ainda de acordo com o maestro, sua mulher, a publicitária Roseli Moreno, de 31 anos, está muito deprimida com o desaparecimento do animal. “Ela chora todos os dias. Semana passada ela não conseguia nem trabalhar direito. Estamos muito deprimidos”, diz.

Na tentativa de reencontrar o animal, Moreno percorreu bares, pet shops e favelas próximas à sua casa espalhando cartazes com foto de Joly. “Até agora ninguém me deu nenhuma pista, ninguém viu.”

Segundo o maestro, o que importa para o casal neste momento é reencontrar a ave sã e salva. “A gente quer muito recuperar a Joly. Por favor, se alguém tiver uma informação entre em contato com a gente. Se alguém viu e quiser devolver, fale com a gente, não importa como a pessoa chegou até o animal. Só queremos ela bem."    

veja também