MENU

Para Mantega, aumento das importações não leva à desindustrialização do país

Para Mantega, aumento das importações não leva à desindustrialização do país

Atualizado: Segunda-feira, 27 Setembro de 2010 as 1:14

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou hoje (27) que o aumento das importações brasileiras esteja levando à desindustrialização do país. “A indústria se consolidou e eu questiono essa discussão. O que houve em todo o mundo foi um avanço da participação do setor de serviços no PIB [Produto Interno Bruto]. Não há, a meu ver, desindustrialização”, afirmou o ministro ao participar, na capital paulista, de um seminário promovido pela revista Conjuntura Econômica , na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Segundo Mantega, embora a participação percentual dos resultados da indústria no PIB tenha caído de 41,6%, em 1992, para 24,5%, em 2009, o setor voltou a crescer de forma sustentável, estimulado principalmente pelo aumento da demanda interna. O ministro lembrou que essa redução ocorreu em função da expansão do PIB no período e de um maior crescimento proporcional do setor de serviços.

No primeiro semestre deste ano, de acordo com o ministro, o crescimento industrial ultrapassou os 14%, o que, para ele, representa um evidente fortalecimento do setor. Mantega destacou ainda que para manter a indústria nacional competitiva será necessário fortalecer as políticas na área, investir na infraestrutura e reduzir tributos.

veja também