MENU

Para Serra, pesquisa apenas ilustra o momento

Para Serra, pesquisa apenas ilustra o momento

Atualizado: Sexta-feira, 19 Fevereiro de 2010 as 12

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), afirmou nesta quinta-feira, dia 18, que a pesquisa Ibope/Diário do Comércio apenas ilustra a fotografia do momento. Ele, no entanto, não quis dizer se o momento é positivo ou negativo para a sua pré-candidatura à Presidência.

"Antes foram feitas duas pesquisas de dois institutos que levavam a uma determinada conclusão. Essa daqui muda as conclusões. Amanhã vem outra que puxa para lá ou puxa para cá", disse o governador durante a inauguração de uma escola em Heliópolis, zona sul de São Paulo.

Durante o evento, Serra mostrou descontração e falou sobre times de futebol com as crianças. "Quem é corintiano aqui levanta a mão. Agora é a vez dos são-paulinos. E agora os palmeirenses", afirmou Serra no começo do discurso. Antes, na Vila Brasilândia, o governador inaugurou um restaurante popular Bom Prato, onde almoçou.

Serra, no entanto, voltou a desconversar sobre quando deve se lançar candidato a presidente. Ele também não quis comentar o lançamento da pré-candidatura da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), que acontecerá no sábado no Congresso do PT.

A pesquisa Ibope registrou vantagem de 11 pontos do governador sobre Dilma, no cenário que inclui o nome do deputado Ciro Gomes (PSB) na disputa presidencial. O sondagem foi feita entre os dias 6 e 9 deste mês.

Segundo a pesquisa, Serra tem 36% da preferência contra 25% de Dilma. Como a margem de erros é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Ciro aparece tecnicamente empatado com a pré-candidata do PV, Marina Silva. Ele tem 11%. Ela, 8%.

Na simulação que exclui o nome de Ciro, Serra conta com 41% das intenções de voto contra 28% de Dilma. Marina tem 10%. Se o segundo turno fosse hoje, Serra venceria Dilma por 47% a 33%.

Pesquisa Sensus e Datafolha

Serra fez referência às pesquisas CNT/Sensus, divulgada no começo de fevereiro, e Datafolha, de dezembro passado. A primeira mostrou um crescimento de Dilma nas pesquisas de intenção votos e uma queda de Serra.

Com Ciro Gomes, Serra recebeu 33,2% das intenções de voto, seguido por Dilma, com 27,8%, e por Ciro, com 11,9%. Marina aparece em quarto lugar, com 6,8% das intenções de votos. Os indecisos, brancos e nulos somam 20,4%.

Na pesquisa anterior, Serra recebeu 31,8% de votos, enquanto Dilma tinha 21,7%. Ciro recebeu em novembro 17,5% dos votos e Marina, 5,9%.

Na pesquisa Datafolha, Serra aparece em primeiro com 37% das intenções de voto. Dilma estava com 23%, seguida de Ciro, com 13%, e da senadora Marina Silva (PV-AC), com 8%. No cenário sem o nome de Ciro, Serra vai a 40% e Dilma, 26%. Marina Silva atingiria 11%.

Na última pesquisa do Datafolha realizada em agosto, Serra liderava com 36%, Dilma tinha 17%, Ciro estava com 14% e Marina com 3%. Na ocasião, a pesquisa mostrava a ex-senadora Heloisa Helena (PSOL-AL) com 12%, mas ela desistiu de concorrer à Presidência para disputar o Senado.

Por: Daniel Roncaglia

veja também