MENU

Parada Gay de São Paulo ganha tom político com o tema: Vote contra a homofobia

Parada Gay de São Paulo ganha tom político com o tema: Vote contra a homofobia

Atualizado: Quarta-feira, 2 Junho de 2010 as 10:02

No title A 14ª Parada do Orgulho Gay em São Paulo deve gerar até R$ 200 milhões de receita à capital paulista, segundo projeção da São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB). O evento, que acontece no domingo (6) na Avenida Paulista e na Rua da Consolação, pretende reunir 3 milhões de pessoas, segundo a organização do evento.

Com o tema Vote contra a homofobia, defenda a cidadania, a edição 2010 dá ao evento tons políticos. Já passamos da fase da visibilidade, afirmou Manoel Antonio Ballester Zanini, tesoureiro da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT). O que a gente percebe do movimento é que está havendo um certo cansaço pela não resposta, acrescentou, referindo-se à discriminação sofrida por homossexuais.

Para mostrar o descontentamento do movimento, o colorido dará lugar ao preto-e-branco na festa. Pensamos em demonstrar a indignidade na arte gráfica, em nossos materiais. Essas duas cores devem predominar nos 18 carros que sairão da Avenida Paulista às 12h de domingo, segundo a organização.

Para garantir a segurança dos participantes, 3 mil homens, entre guardas-civis (700), policiais militares (1.300) e vigilantes particulares (1 mil), estarão nas avenidas e vias próximas.

Investimento

Com investimentos de R$ 1 milhão da Prefeitura, a parada pretende ser mais organizada e segura do que a edição de 2009. Usaremos para melhorar a infraestrutura para atender melhor munícipes e turistas, disse o coordenador geral da Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual, Franco Reinaudo.

Violência

Para evitar casos de violência como os registrados no ano passado, a organização da parada pede aos participantes que evitem ficar nas ruas ao término do evento. Incentivamos as pessoas a irem para casas noturnas e bares, afirmou o presidente da APOGLBT, Alexandre Santos.

Advogados Cristãos não concordam com a Lei da Homofobia Homofobia: crime ou pecado   Magno Malta denuncia manobra para aprovação de projeto da homofobia   O PL 122 "deve ser rejeitado e definitivamente engavetado", afirma o deputado Waldir Agnello   Bispo Gê conta como PL 122 foi aprovado na Câmara "Um retrocesso para um Estado laico", afirma o deputado André Soares sobre o PL 122 "Uma vergonha", diz Malafaia sobre o PLC 122 no Ratinho; assista Deputado José Bruno fala sobre o PL 122 : "A imprensa quer fazer uma guerra santa" Advogados Cristãos não concordam com a Lei da Homofobia Julio Severo fala sobre o PL 122 e o movimento homossexual no mundo A Lei da Homofobia Especialista afirma que lei contra homofobia teria efeito contrário Senador Marcelo Crivella fala sobre o Projeto de Lei contra a homofobia Ele era gay!   Ex-gay existe sim! Conheça o Projeto de Lei que quer criminalizar a pregação contra a homossexualidade Deus é homofóbico? - Coluna Pr. Bruno dos Santos "Um retrocesso para um Estado laico", afirma o deputado André Soares sobre o PL 122

veja também