Paragominas (PA), novo berço do reflorestamento

Paragominas (PA), novo berço do reflorestamento

Atualizado: Quarta-feira, 30 Setembro de 2009 as 12

Após três dias de debates sobre temas importantes voltados para o setor de madeira e móveis na Região Norte do País, o ''Seminário Regional de Políticas Públicas para o desenvolvimento Florestal: madeira e móveis'', realizado pelo Sebrae no Pará, foi encerrado na última sexta-feira (25) com visitas técnicas à Paragoflor, área de reflorestamento, e às obras da Fábrica de MDF, que está em andamento em Paragominas.

Na reserva florestal Paragominas Reflorestadores Associados (Paragoflor), os visitantes puderam ver de perto o que o município paraense tem feito em relação ao manejo florestal. São mais de 350 mil árvores plantadas em um espaço de 600 hectares reflorestados. O projeto apresentou na prática alguns temas debatidos no encontro. A associação, que conta hoje com 27 membros, pretende contribuir com disseminação das práticas de desenvolvimento sustentável, através da educação ambiental direcionada a crianças do município e levantar conhecimento sobre as espécies economicamente viáveis para o investimento no setor florestal.

Paragominas é um grande exemplo neste setor. Hoje o município possui a maior área de floresta certificada com Selo Verde da Amazônia, com 50 milhões de árvores plantadas.

A programação do Seminário Regional de Políticas Públicas: madeira e móveis, foi encerrada com a visita à Fábrica de Móveis em MDF que está sendo construída na região e que será a primeira neste setor no Norte, Nordeste e Centro-oeste do País. A fábrica deverá fornecer o MDF também para abastecer o mercado nordestino.

A fábrica tem previsão de começar a produção no primeiro semestre de 2010, gerando cerca de 700 empregos diretos na região nas fases de plantio, colheita, produção e transporte e outros 2 mil indiretos.

O coordenador regional do projeto Estruturante Madeira e Móveis da Região Norte (que tem como objetivo disseminar conhecimentos e tecnologias que beneficiem os empreendimentos do segmento na região), Jorge Machado, destacou a importância da fábrica. ''A implantação de uma fábrica como esta só fortalece o setor e, principalmente, a região. O MDF tem sido a matéria-prima mais utilizada pelo setor moveleiro, uma vez que enfrentamos uma grande crise no setor relacionada à matéria-prima de origem legal. Esta fábrica é uma grande conquista para a região'', declara.

A fábrica de MDF em Paragominas vai utilizar, além do eucalipto, madeira de paricá, e a estimativa do mercado local é de que irá baratear o custo das empresas locais de fabricação de móveis, já que o frete se tornará bem mais baixo.

Cerca de 150 pessoas participaram do Seminário, coordenado pelo Sebrae/PA, entre representantes do poder público e de entidades de classe, parlamentares e empresários e empreendedores dos estados da região.

veja também