MENU

Parentes terão prioridade para obter guarda de bebê deixado em caçamba

Parentes terão prioridade para obter guarda de bebê deixado em caçamba

Atualizado: Segunda-feira, 25 Abril de 2011 as 8:47

O Conselho Tutelar de Praia Grande, no litoral de São Paulo, informou que a menina recém-nascida que foi abandonada em uma caçamba de lixo na cidade não será mais encaminhada para a fila de adoção. Como a mãe e o pai foram identificados, os parentes da criança terão prioridade para ficarem com sua guarda.

Apenas após esgotadas as possibilidades na família ela poderá ser encaminhada para adoção. A menina continua internada na Unidade de Terapia Intensiva e não tem previsão de alta. Caso seu quadro clínico continue evoluindo bem, a previsão é que a criança tenha alta da UTI no início desta semana.

A mãe da criança, de 39 anos, foi presa neste sábado. Para a polícia, ela confirmou ser a mãe do bebê e disse que fez aquilo porque sofre de depressão pós-parto. A mulher contou que chegou a amamentar a criança, mas a abandonou cerca de sete horas após o nascimento porque seu atual companheiro não aceitou a gravidez. Ela teve a prisão decretada por 30 dias.     O pai da criança, um homem que não quis ser identificado, afirmou que ficou sabendo que a menina era sua filha apenas na sexta-feira (22), quando chegou ao trabalho. A mãe do bebê trabalhava na mesma clínica de repouso e saiu “quatro ou cinco vezes” com o homem. "A gente trabalhava junto todo dia e eu não via a barriga. Ela não comentou com ninguém no trabalho. A barriga dela não cresceu", contou.

Ele acrescentou que nunca imaginou que a menina seria sua filha. "Eu acompanhei a matéria sobre o abandono. Não sabia que era minha filha. Quando soube, fiquei muito chateado. A situação em que a criança foi encontrada é muito triste. Eu acho que o fato de ela ter jogado na lixeira foi desatenção", disse. O homem acrescentou que irá lutar pela guarda da menina.

Imagens registradas por câmeras de segurança mostram quando a criança foi abandonada. Às 21h50 da segunda-feira, uma mulher que caminhava por uma rua vazia depositou um embrulho na caçamba de lixo e foi embora. As imagens mostram que, 23 minutos depois, um catador se aproximou da caçamba e começou a revirar o lixo.

Ele levou um susto e correu em direção a uma escola. Logo voltou acompanhado de um professor, que mexeu no lixo e retirou o bebê. Com a criança nos braços, o homem voltou à escola. Uma docente da mesma escola ajudou a reanimar a menina.        

veja também