MENU

Participantes estrangeiros do Fórum Urbano destacam medo da violência no Rio

Participantes estrangeiros do Fórum Urbano destacam medo da violência no Rio

Atualizado: Quinta-feira, 25 Março de 2010 as 12

O Rio de Janeiro recebe desde a última segunda-feira, dia 22, milhares de pessoas de vários países para o Fórum Urbano Mundial das Nações Unidas. Muitos deles vêm ao Rio pela primeira vez e manifestam opiniões diversas sobre a cidade, que sediará jogos da Copa do Mundo de Futebol em 2014 e as Olimpíadas de 2016.

A reportagem da Agência Brasil conversou com alguns desses visitantes e, apesar das opiniões diversas, percebeu um tema comum abordado por todos: a violência.

A jornalista queniana Beatrice Marshall, que está participando da cobertura do fórum, disse que foi informada para ter cuidado com a segurança, antes mesmo de sair do Quênia, no leste da África. Segundo ela, o governo de seu país aconselha turistas a terem cuidado no Brasil.

"Não me aventurei a sair de noite, de forma alguma. Estou confinada ao meu hotel. Então, é provavelmente algo que o governo brasileiro tem que ter mais cuidado", disse a queniana, que gostou da arquitetura e do aparente aspecto de ordem da cidade, mas disse que as ruas do Rio são mais sujas do que ela imaginava.

Outro visitante que disse evitar circular pela cidade, com medo da violência, é o paquistanês Mohawad Fawad, morador de Islamabad. "Antes de vir, eu ouvi coisas sobre a violência no Rio e fiquei com um pouco de medo. Por isso, não saio muito por aí. Não me afasto muito do hotel. Fico apenas na rua principal e não vou para outras ruas. Tento não sair à noite e tampouco usar algo muito caro, para não atrair assaltantes", disse.

O paquistanês também se surpreendeu com o calor da cidade que, segundo ele, não deixa nada a dever ao clima de seu país, localizado entre o Oriente Médio e a Índia. Ao contrário da jornalista queniana, Fawad destacou a limpeza da cidade como um dos atributos principais do Rio.

O visitante do Reino do Lesoto, um montanhoso país encravado na África do Sul, Lekhotla Francis Tseane, disse que o Rio tem fama de cidade violenta e que, inclusive, já teve notícias de um participante do fórum que foi assaltado.

"Ele [o participante do fórum] disse que saiu do hotel e foi caminhar, quando encontrou um grupo de ladrões que roubaram seu relógio, seu dinheiro e outras coisas. Mas eu só fiquei sabendo desse incidente específico. Aqui próximo ao fórum parece ser mais seguro. Tem segurança em volta", disse.

Já Edward Seah, de Cingapura, cidade-Estado do Sudeste Asiático, disse que apesar de ter escutado "coisas não muito boas sobre o Brasil", como o tráfego intenso e o crime, ele se sente seguro na cidade.

"Achei o Rio seguro. O Brasil vai sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas e o governo tem feito um trabalho muito bom para torná-lo seguro e acessível para estrangeiros como eu", disse o visitante, que se surpreendeu com a limpeza, a beleza da cidade e com a simpatia dos cariocas.

Por: Vitor Abdala

veja também