MENU

Partidos já deveriam ter barrado "fichas sujas" mesmo sem a lei, dizem defensores do projeto

Partidos já deveriam ter barrado "fichas sujas" mesmo sem a lei, dizem defensores do projeto

Atualizado: Terça-feira, 11 Maio de 2010 as 8:24

Enquanto a Câmara dos Deputados retoma nesta terça-feira (11) a votação de emendas [alterações] do projeto Ficha Limpa, que veta a candidatura de políticos condenados na Justiça, alguns partidos já têm afirmado que irão vetar os candidatos com ficha suja nestas eleições. Apesar do discurso, defensores do projeto ouvidos pelo R7 pedem para que os eleitores fiscalizem as legendas para que a promessa saia do papel.

É o que defende o diretor-executivo da ONG (organização não-governamental) Transparência Brasil, Cláudio Weber Abramo, para quem os partidos já deveriam ter barrado há muito tempo os políticos com pendências judiciais.

- Se existem candidatos com ficha suja, é porque eles tiveram uma legenda que os lançaram. Os partidos são os principais responsáveis em impedir que esses políticos não se disputem as eleições.

Em debate promovido ontem, José Eduardo Dutra e Sérgio Guerra, respectivamente presidentes do PT e PSDB, afirmaram que as legendas irão vetar os políticos com ficha suja nestas eleições. Para Abramo, porém, os partidos já poderiam ter ido além, divulgando a lista de seus políticos com pendências na Justiça que ocupam cargos públicos, por exemplo.

Pressão social

Apesar de admitir que é provável que a lei fique de fora destas eleições, o presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), juiz Mozart Valadares, se diz otimista. Na opinião dele, as discussões em torno do projeto Ficha Limpa fizeram com que a sociedade ''despertasse'' para o tema.

- Não tenho dúvida de que as eleições de 2010 já serão mais transparentes que a anterior. [...] Neste ano, o próprio TSE [Tribunal Superior Eleitoral] e TREs [Tribunais Regionais Eleitorais] deverão divulgar a relação dos candidatos condenados, isso mostra o avanço da discussão.

O magistrado, contudo, defende ainda mais empenho dos eleitores em fiscalizar seus candidatos, e diz torcer para que os deputados rejeitem as emendas que, além de atrasarem o processo, desfiguram o projeto.

- As pessoas acompanham com tanto interesse a vida dos seus ídolos, dos jogadores de futebol, dos atores, então por que não demonstrar interesse com a política?

O projeto Ficha Limpa chegou ao Congresso após receber mais de 1,6 milhão de assinaturas de pessoas favoráveis à lei. Se o texto for aprovado, ficarão impedidos de se candidatar os políticos que tenham tido condenações por órgão colegiado.

Para valer nas próximas eleições, entretanto, o projeto precisa ser aprovado na Câmara e no Senado e sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva até junho.

Por Marina Novaes

veja também