MENU

Patrulhamento em Manguinhos segue reforçado após tiroteio que feriu PM

Patrulhamento em Manguinhos segue reforçado após tiroteio que feriu PM

Atualizado: Sexta-feira, 9 Setembro de 2011 as 8:44

A madrugada desta sexta-feira (9) foi tranquila em Manguinhos, no subúrbio do Rio, segundo informou o 22º BPM (Maré) nesta manhã. O patrulhamento segue reforçado nesta manhã após um tiroteio na noite de quinta-feira (8) que deixou dois policiais feridos , na Rua Leopoldo Bulhões, em Benfica, um dos acessos à favela.

  Segundo a PM, cerca de cem PMs fizeram rondas em pontos estratégicos da região com o apoio de dois blindados durante a madrugada. Agentes de três batalhões - 3º BPM (Méier), 16º BPM (Olaria) e 22º BPM (Maré) - seguem na região.

Traficantes atiraram contra blindado

O confronto entre criminosos e a PM aconteceu por volta das 18h e, segundo a PM, durou cerca de uma hora e meia. De acordo com a PM, traficantes atiraram contra um blindado do 22º BPM (Maré), que enguiçou na Rua Leopoldo Bulhões. O veículo apresentou problemas após deixar a Favela do Mandela, onde acontecia uma operação. Ainda segundo a PM, os dois policiais feridos estavam num reboque que tinha ido resgatar o veículo.

Por causa do confronto, a Rua Leopoldo Bulhões chegou a ser interditada, no entroncamento com a Avenida Dom Hélder Câmara.

Patrulhamento em Manguinhos foi reforçado por dois blindados da Polícia Militar (Foto: Rodrigo Vianna / G1)

O clima na região ficou tenso e alguns moradores que voltavam para as suas casas preferiram aguardar nas ruas até o fim do confronto. No entanto, o comércio, segundo a PM, não chegou a fechar as portas. Pedestres e motoristas que passavam pela Rua Leopoldo Bulhões eram revistados.  De acordo com o Centro de Operações, a via foi reaberta logo após às 21h30.

PMs feridos estão estáveis

Mapa localiza Manguinhos, na Zona Norte do Rio,

área de intenso tiroteio (Foto: Arte/ G1)

  O quadro de saúde dos policiais militares baleados durante o tiroteio é considerado estável. Segundo a assessoria do Hospital Federal de Bonsucesso, o agente, de 30 anos, atingido no braço direito, foi avaliado por um ortopedista e cirurgião geral.

Já o outro policial de 35 anos, que foi ferido no tórax, teve fratura na costela e foi encontrados estilhaços de bala na perna direita. Ele está em observação e seu quadro de saúde também é considerado estável. Os agentes foram transferidos para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na Zona Norte da cidade, informou o hospital.

Circulação de trens

Por causa do tiroteio, a circulação de trens do ramal de Saracuruna foi interrompida às 17h50. Segundo a SuperVia, o serviço só voltou ao normal por volta das 20h.             

veja também