MENU

Paulista pode voltar a ser interditada na semana que antecede o Natal

Paulista pode voltar a ser interditada na semana que antecede o Natal

Atualizado: Segunda-feira, 19 Dezembro de 2011 as 2:23

A Avenida Paulista pode voltar a ser interditada entre 20h e meia-noite nesta semana que antecede o Natal caso o movimento de pessoas interessadas em ver a decoração natalina seja muito intenso. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), são 25 agentes responsáveis pela organização do tráfego na via e prontos para efetuar os bloqueios.

"É um pedestre diferenciado, que está com a atenção voltada para as atrações e não para o trânsito, o que aumenta o potencial de riscos de acidentes", afirmou o gerente de operações de tráfego da CET, Wlamir Lopes. Esses bloqueios estavam previstos desde o começo do mês, caso o movimento de pessoas fosse muito grande. O fluxo foi intenso no fim de semana e, por isso, a via foi interditada nos dois sentidos pela primeira vez.

Quem passa sempre pela Paulista pode começar a pensar em alternativas. As interdições podem ser feitas entre a Rua Haddock Lobo e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio, no sentido Paraíso, e entre a Alameda Campinas e a Rua Augusta, no sentido Consolação. O trânsito é desviado para a Alameda Santos e para a Rua São Carlos do Pinhal.

A interdição dividiu opiniões. "Eu acho péssimo", afirmou um motorista.

"No domingo não atrapalha tanto, mas no meio da semana é complicado", disse outro.

"É tradicional da Paulista deixar enfeitado, bonito. É legal. É um ponto turístico", disse um pedestre.  

Os interessados em ver a decoração e tirar fotos devem optar pelo transporte coletivo, pois encontrar vagas para estacionar também fica difícil. O Metrô não implantou um esquema especial, mas as estações seguem abertas entre 4h40 e meia-noite.

Ibirapuera- Na região do Parque Ibirapuera também deve ter interdições por causa da decoração de Natal também entre 20h e meia-noite. A Avenida Pedro Álvares Cabral pode ser bloqueada caso os visitantes comecem a andar pela via. A Républica do Líbano pode ser alternativa para o motorista.  

veja também