MENU

Paulistanos aprovam lei que pune concessionária por buraco no asfalto

Paulistanos aprovam lei que pune concessionária por buraco no asfalto

Atualizado: Terça-feira, 13 Julho de 2010 as 10:08

Os paulistanos gostaram da  proposta aprovada na semana passada pela Câmara Municipal de São Paulo que permite multar as concessionárias de serviços públicos em até R$ 2 mil por metro quadrado a cada dia caso deixem de restaurar o asfalto após a realização de manutenção em vias públicas.

A lei ainda depende de sanção do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O texto também altera de R$ 500 para R$ 12 mil o valor da multa para quem for flagrado descartando entulho, terra e resíduos nas ruas e avenidas da cidade.   Na rua da auxiliar de enfermagem Maria Inês da Silva, os operários passaram quatro dias trabalhando e deixaram latões sobre o asfalto antes de um remendo que ela não aprova. 

"Primeiro não era asfalto. Eram aqueles latões a noite toda, os carros passando. E agora está aí essa coisa horrorosa. É para isso que a gente paga imposto. E bastante", disse.

"Tem remendo que fica alto, baixo, a gente acaba desviando, prejudicando o motoqueiro, o outro carro que vem ao lado, causa acidente", disse o taxista Eduardo Santos Ramos. "Ou o recapeamento é por completo ou o remendo não adianta nada, não ajuda ninguém", diz o motoboy Alessandro Rodrigues.

"Um remendo mal feito é comparado com um buraco na rua. Isso desgasta o pneu irregular. Acaba acontecendo um problema muito sério no alinhamento do veículo", diz o gerente de oficina Ely Paulo de Oliveira.

O aposentado Rubem Morelli faz fisioterapia há quase dois meses, desde o tombo que levou na Avenida Lins de Vasconcelos, na Vila Mariana. "Não vi o asfalto torto. Eu enfiei o pé, dei umas duas ou três cambalhotas e dei com o ombro, que está machucado até hoje, no asfalto", afirma.

A lei prevê multa de R$ 10 mil por metro quadrado de obra ou serviço executado sem alvará de instalação ou de manutenção e de R$ 300 por metro quadro de obra ou serviço para cada uma das demais infrações previstas na lei. O valor das multas será corrigido anualmente e os reincidentes poderão ser multados em dobro.

veja também