Paulistanos são orientados sobre como prevenir doenças cardíacas

Paulistanos são orientados sobre como prevenir doenças cardíacas

Atualizado: Sexta-feira, 25 Setembro de 2009 as 12

Como parte das atividades do Dia Mundial do Coração, comemorado no próximo domingo, 27 de setembro, profissionais da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) orientam nesta sexta-feira, 25 de setembro, a população que passa pelo vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) sobre como prevenir doenças do coração. 

A entidade está distribuindo folhetos informativos com informações sobre a melhor maneira de se alimentar para manter-se saudável e, assim, prevenir problemas cardíacos. Além disso, foi montado um esquema para que os interessados possam verificar a pressão arterial, avaliar o nível de colesterol, circunferência abdominal, peso e altura.

Com base em dados da World Heart Federation (WHF) - Federação Mundial do Coração -, a SBC apontou estimativas de que de há o Brasil perde 20 milhões de anos-vida de produtividade anualmente em razão de doenças cardiovasculares. Pelas projeções, esse número pode aumentar em 65% até 2030, quando o país irá liderar a mortalidade por doenças do coração no mundo.

Acredita-se que há em torno de 1 bilhão de pessoas com de hipertensão arterial no mundo, segundo artigo do presidente do Departamento de Hipertensão Arterial da SBC, Oswaldo Passarelli Júnior. Conforme o médico, na maioria das vezes o diagnóstico só pode ser feito por meio da medição da pressão arterial e que deve ser realizada de forma rotineira, principalmente, pelas pessoas com histórico familiar de hipertensão e também por quem está obeso.

''A hipertensão arterial não tem cura, mas tem controle, o diagnóstico precoce e a adoção de um estilo de vida saudável, associado a medicamentos, podem trazer a pressão arterial aos seus valores normais'', acentua o especialista no texto.

Para hipertensos, a recomendação é combater a obesidade, reduzir a quantidade de sal nos alimentos e cortar os alimentos gordurosos da dieta bem como deve-se combater o estresse, evitar o álcool e o tabagismo. O estilo de vida ideal deve incluir: atividade física regular e alimentação saudável com mais verduras, legumes e frutas.

Passarelli Júnior afirma que a grande maioria da população hipertensa terá que conviver com o uso de medicamentos para controlar a pressão e, em muitos casos, haverá a necessidade de combinação de mais de um medicamento.De acordo com o médico, em torno de oito milhões de mortes no mundo são associados a riscos de doenças cardíacas.

veja também