MENU

Peão morto após ser pisoteado por touro é enterrado no interior de SP

Peão morto após ser pisoteado por touro é enterrado no interior de SP

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 8:38

Foi enterrado nesta quinta-feira (14) em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, o peão Gustavo Daniel Pedro, de 21 anos, morto após ser pisoteado por um touro durante uma apresentação na noite de quarta-feira (13). A polícia investiga o caso.

O acidente aconteceu na última montaria feita na noite pelo peão. Segundo o diretor do Rodeio de Bragança Paulista, Mauro Ferreira de Lima, o jovem havia se destacado. “Ele ficou cerca de sete segundos em cima do touro. Ele estava muito bem na montaria. Ele se destacou e chamou a atenção. De repente, o touro entrou em uma roda contrária e em fração de segundos o derrubou”, disse Lima

De acordo com o diretor do rodeio, que participa da comissão da festa organizada pela prefeitura, após cair o peão ainda conseguiu ficar de pé. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital na madrugada desta quinta-feira (14).  

Lima afirmou que o jovem utilizava os equipamentos de segurança e que foi prontamente socorrido por uma ambulância que fica de plantão próximo à arena. “Foi um acidente de trabalho. Montar é arriscado. Todos os peões têm um termo de responsabilidade assinado antes de participar de rodeios”, declarou.

O delegado seccional de Bragança Paulista, Fernão Dias da Silva Leme, também declarou que Gustavo estava com o “paramento de segurança completo”. “Um inquérito policial será instaurado para verificar se não houve responsabilidade criminal, mas, para mim, não é nada mais do que um acidente de trabalho”, disse Leme.

Em nota, a Sâmor Promoções Artísticas, organizadora do rodeio, afirmou que considera a morte de Gustavo uma “fatalidade”, inerente ao risco da montaria. Segundo a empresa, todos os peões contam com um seguro contra a morte e invalidez. “Independente disso, a família [do peão morto] está sendo completamente assistida em todas as despesas relativas ao funeral”, informou o comunicado.        

veja também