MENU

Pedro é transferido para hospital Sírio-Libanês em SP

Pedro é transferido para hospital Sírio-Libanês em SP

Atualizado: Quinta-feira, 26 Abril de 2012 as 12:52

O cantor Pedro Leonardo Dantas, 24 anos, filho do sertanejo Leonardo, foi transferido para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no início da tarde desta quinta-feira (26). O cantor saiu do Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG), onde estava internado desde a última sexta-feira (20), por volta das 12h35 em uma ambulância e seguiu para o aeroporto Santa Genoveva, onde uma UTI aérea estava esperando para levá-lo até a capital paulista.

Todo o quarteirão do Instituto Ortopédico de Goiânia foi isolado e agentes de trânsito controlavam o tráfego na região. Segundo o médico e diretor da UTI do IOG, Wandervan Azevedo, o trajeto do jovem até São Paulo deve durar cerca de duas horas.

"O trajeto do hospital até o aeroporto, onde está a UTI aérea, deve durar cerca de 15 minutos e contará com ajuda de batedores da polícia. Do aeroporto de Goiânia até São Paulo, o percurso deve ser de cerca de uma hora, e de lá até o Sírio Libanês, Pedro seguirá de helicóptero por cerca de meia hora. Além disso, quatro médicos irão acompanhá-lo dentro do avião”, explicou.

Duas ambulâncias acompanharam o trajeto. A medida de segurança foi adotata para caso a ambulância que Pedro estava sendo transportado sofresse algum tipo de problema técnico.

Para a remoção, foi necessário que as doses dos medicamentos que mantêm o cantor sedado fossem aumentadas como medida de segurança. "É um processo bem delicado, afinal, o Pedro, apesar das melhoras apresentadas, é um paciente muito grave e precisamos fazer toda uma logística para transferi-lo”.

Pedro Leonardo sofreu um acidente de carro quando voltava de um show na rodovia MGC-452, que resultou em diversas lesões, entre elas um edema – inchaço – no cérebro. Desde então, estava mantido em coma induzido, para manter o cérebro tranquilo até que voltasse ao tamanho normal.

Confiança

A assessora do cantor Leonardo, Ede Cury, conversou com jornalistas na porta do hospital, antes da saída de Pedro, e disse estar confiante na remoção: "É o memomento ideal para essa transferência. Toda a equipe médica de São Paulo e Goiânia chegou a coclusão de que não existe momento mais propício do que este agora", avaliou a assessora. "Entendemos que é uma transferência de risco, mas sabemos e confiamos na avalição dos médicos", disse.

A mãe de Pedro Leonardo, Maria Aparecida Dantas, também esteve no hospital acompanhado a remoção do filho. Muito apreensiva, ela disse que está tentando pensar que o filho está indo para um show: "Quero pensar que ele está indo fazer um dos seus shows, que está me pedindo a benção, como sempre faz antes de viajar. Estou muito confiante e  entreguei nas mãos de Deus".

Os familiares do cantor deverão ir para São Paulo ainda nesta quinta-feira. Nenhum deles poderá acompanhar a transferência de Pedro dentro da UTI aérea, que contará apenas com a presença de quatro médicos.

Evolução do quadro

O paciente, que ainda está em estado grave, segundo Wandervan Azevedo, respondeu positivamente aos tratamentos desde que deu entrada no IOG. Há dois dias, as drogas que o mantêm em coma induzido foram sendo gradativamente diminuídas. Somente para a remoção, segundo o médicos, as doses tiveram de ser novamente aumentadas.

Exames mostraram também a diminuição do edema cerebral e uma melhora no pulmão. Devido a uma insuficiência renal, Pedro ainda passou por duas sessões de hemodiálise, com duração de oito horas cada uma, e, segundo Wandervan, respondeu ao procedimento sem complicações.

“Nós estamos muito otimistas quanto à recuperação de Pedro, afinal ele apresentou duas intercorrências muito graves e reagiu muito bem”, declarou.

Reação

Ao visitar o primo, na tarde de quarta-feira (25), Thiago afirmou que Pedro se mexeu e apertou a mão da tia Mariana. De acordo com Thiago, companheiro de dupla, Pedro também derramou uma lágrima durante a visita. "Fiquei feliz demais quando ele deu aquela mexida no braço e brotou a lágrima nos olhos", afirmou o cantor.
Thiago estava acompanhado da mulher de Pedro, a arquiteta Thais Gebelein, 28 anos. "Vou entrar agora, estou entrando com ótimas notícias e de novo eu venho só a pedir muita fé", disse a jovem na chegada ao hospital.

O acidente

Pedro dirigia sozinho quando aconteceu o acidente próximo município de Tupaciguara (MG). Ele foi inicialmente levado ao Hospital Municipal de Itumbiara, onde passou por cirurgia para conter hemorragia abdominal, e transferido na sexta-feira para Goiânia.

veja também