MENU

'Pensei na morte', diz homem que foi arrastado após onda de esgoto no RJ

'Pensei na morte', diz homem que foi arrastado após onda de esgoto no RJ

Atualizado: Segunda-feira, 18 Abril de 2011 as 12:27

O aposentado foi arrastado pela força do vazamento (Foto: Thamine Leta/ G1)

  O aposentado Ubirajara da Costa Viellas, de 66 anos, foi arrastado por cerca de 100 metros pela força da onda de esgoto que inundou ruas do bairro Ponta D'Areia , no Centro de Niterói, na Região Metropolitana no domingo (17). “Eu fui arrastado, era uma onda de lama. A força me jogou no chão e eu fui levado. Foi terrível, uma sensação inimaginável, pensei que tinha morrido, pensei na morte”, descreveu ele, nesta segunda (18).

Ubirajara fraturou o pé e está impossibilitado de andar, já que está com os dois joelhos em carne viva. O aposentado também bateu a cabeça e precisou levar oito pontos no supercílio esquerdo. “Eu estava jogando buraco em frente ao muro que cedeu. Como perdi a partida, levantei e dei vez para outro amigo. De repente ouvi o barulho e aí todos saíram correndo”, contou o aposentado, já em casa.

Na manhã desta segunda, limpeza continua a ser feita (Foto: Thamine Leta/ G1)

  Milhões de litros de esgoto vazaram e tomaram as ruas do bairro. O muro que desabou foi construído há pouco mais de 2 anos, de acordo com Dante Lusivotto, diretor da Águas de Niterói. Segundo ele, uma das paredes do tanque da estação de tratamento cedeu. As causas deverão ser identificadas nos próximos dias, quando sairá o laudo da perícia técnica. O vazamento de esgoto deixou dez pessoas feridas.

Limpeza continua nesta segunda

Lama e esgoto são retirados das ruas na manhã desta segunda-feira (Foto: Thamine Leta/ G1)

  Lusivotto afirmou que a empresa irá ressarcir todo prejuízo causado em função do acidente , assim como vai indenizar as pessoas afetadas pelo ocorrido. De acordo com a prefeitura de Niterói, o trabalho de limpeza continuará a ser feito durante toda a segunda.

“O esgoto que vazou já estava numa segunda fase de tratamento. Todo o tratamento preliminar e o primário já tinham sido feitos. Por isso, o impacto não foi de maior proporção. A área está isolada por medida de segurança até que seja concluída a perícia técnica”, disse o diretor.

“Existe um restaurante que foi afetado, diversos carros foram danificados, foram inclusive rebocados para um lugar seguro, para ser feita a avaliação para a indenização. As pessoas também estão sendo assistidas. Atualmente, só duas estão hospitalizadas, que foram removidas para o Hospital de Clínicas de Niterói e a empresa está prestando todo o acompanhamento”, completou o diretor.

O tanque danificado foi totalmente isolado, segundo o diretor, mas a estação de tratamento de esgoto está funcionando, operando em toda a área central de Niterói e parte da Zona Norte. O diretor disse ainda que, tão logo seja concluída a perícia, será iniciada a reconstrução da parede do tanque.      

veja também