MENU

Petistas acusam coordenador de Serra de comandar "guerra suja" na internet

Petistas acusam coordenador de Serra de comandar "guerra suja" na internet

Atualizado: Quinta-feira, 29 Abril de 2010 as 12

O PT estuda acionar juridicamente o PSDB pelo registro de sites que incitam o que o partido classifica como "guerra suja" entre militâncias na internet. Um dos sites questionados é o gentequemente.org.br, que traz críticas ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à pré-candidata petista Dilma Rousseff. O site entrou no ar em meados de 2009.

O registro do site petralhas.com.br também entrou nas listas de discussão das redes sociais na internet. O domínio foi registrado pelo coordenador de campanha do pré-candidato à Presidência José Serra (PSBD), Eduardo Graeff. O ISD (Instituto Social Democrata), entidade ligada ao PSDB, também consta do registro do domínio dessa página - que está inativa.

Petistas usaram o episódio para acusar Graeff de comandar uma "infantaria cibernética" que dispara boatos sobre a pré-candidata petista Dilma Rousseff e seus correligionários.

No Twitter, o deputado André Vargas, diretor de comunicação do PT, acusou Graeff de ser "articulador das baixarias do PSDB" e incitar uma "guerra suja" na internet. O deputado Brizola Neto (PDT) reproduziu imagens do registro dos domínios em seu blog e questionou a conduta tucana. O site Galera Dilma atribuiu a Brizola Neto as denúncias sobre as intrigas na internet.

O domínio petralhas.com.br está registrado em nome de Graeff, que, além de membro do PSDB, é conselheiro do ISD. Em seu estatuto, o ISD se apresenta como "uma sociedade civil sem fins lucrativos, destinada a promover o debate e a divulgação de idéias e teses da social democracia".

Outro lado

Graeff admitiu ter registrado o domínio do site petralhas.com.br, mas negou participação na distribuição de boatos contra o PT. "De que forma um site inativo, isto é, um nome de domínio, se envolve em uma guerra cibernética?", questionou.

Segundo ele, a ideia de registrar esse domínio foi inspirada no livro "O País dos Petralhas", do jornalista Reinaldo Azevedo - o livro foi lançado em 2008. Graeff disse que, na ocasião de seu lançamento, achou que o material rendia um site e que o nome era "divertido".

Sobre o site gentequemente.org.br, Graeff afirmou que as intenções do PSDB não são de disparar, mas de desmentir boatos. "Como o de que vamos acabar com o Bolsa Família, por exemplo", disse.

Para a assessoria do presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), a comunicação do PT quer criar fatos diante da falta de notícias da campanha de Dilma.

Disputa judicial

André Vargas afirmou que o PT analisa tomar providências jurídicas em relação aos sites. Para ele, "o PSDB estimula a guerra suja" na internet com iniciativas desse tipo. Ele se disse surpreso com o envolvimento de coordenadores da campanha de Serra na criação dos sites. "Achava que eles iam fazer por trás, mas estão fazendo de frente", disse.

Graeff ironizou o incômodo petista: "Estou pensando em mudar o nome do site de 'Gente Que Mente' para 'Gente Que Mente e Não Gosta de Desvendar Mentiras'".

Por: Tai Nalon

veja também