MENU

PF de Roraima quer reforço para combater crimes eleitorais no 2º turno

PF de Roraima quer reforço para combater crimes eleitorais no 2º turno

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 9:50

A Polícia Federal em Roraima quer reforço no segundo turno das eleições para combater os crimes eleitorais no Estado. O superintendente Herbert Gasparini encaminhou o pedido à direção nacional do órgão em Brasília. De acordo com a PF nacional, a solicitação está sob análise.

Gasparini quer mais 20 agentes e 5 delegados no Estado, segundo a PF-RR, para ajudar a fiscalizar 15 municípios. O órgão não informou o efetivo atual por "questões de segurança".

No primeiro turno, Roraima registrou o maior volume de dinheiro apreendido por suspeita de compra de votos. Dos R$ 4 milhões interceptados pela PF em todo o Brasil, R$ 2,8 milhões foram em RR.

De acordo com a PF em Brasília, todos os nove Estados que terão segundo turno receberão reforços.

COMPRA DE VOTOS

No primeiro turno das eleições, a PF de RR apreendeu R$ 2.823.349. Um dos casos de suspeita de crime eleitoral envolve o senador reeleito Romero Jucá (PMDB). Um pacote com R$ 100 mil foi jogado pela janela de um carro que acabava de sair do escritório do líder do governo no Senado. O senador disse que o dinheiro não era dele. A PF investiga o caso.

Por: Elida Oliveira

veja também