MENU

PF prende 16 envolvidos com jogos de azar no Espírito Santo

PF prende 16 envolvidos com jogos de azar no Espírito Santo

Atualizado: Quinta-feira, 20 Outubro de 2011 as 1:40

Após oito meses de investigação, a Polícia Federal (PF) cumpriu 22 mandados de busca e apreensão, além da prisão de 16 pessoas , todas envolvidas com a exploração do jogo na Grande Vitória, em combate à exploração de jogos de azar e ao uso de máquinas caça-níqueis com entrada irregular no Brasil. A operação denominada 'Safari' acontece na manhã desta quinta-feira (20), no Espírito Santo e em São Paulo.

Na operação, 15 pessoas foram presas entre Vitória e Vila Velha, no Espírito Santo, e um envolvido foi detido em São Paulo. Segundo a polícia, o último preso era responsável por encaminhar as máquinas caça-níqueis para a capital capixaba. Nesta manhã, quatro casas de jogos foram fechadas e 70 máquinas, apreendidas.

O delegado responsável Marcos Pugnal informou que esta é uma das maiores operações de combate ao jogo proibido no Espírito Santo. "Só em cartão de crédito, foram movimentados mais de R$ 1 milhão. O chefe da organização disse que atuava no estado há 16 anos. Na investigação, que durou oito meses, constatamos a participação de um policial civil, que fornecia informações privilegiadas ao grupo", disse o delegado.

Segundo a polícia, os envolvidos atuam tanto na operação das casas, quanto no fornecimento de peças e capitalização financeira do grupo, inclusive com a participação de servidores públicos na atividade de consultoria e segurança. Os crimes apurados são o de contrabando, formação de quadrilha, corrupção ativa/passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a PF, os dados preliminares dão conta de que as casas de jogos envolvidas faturam mais de R$ 1 milhão anualmente, utilizados na formação de patrimônio dos principais líderes da organização.

16 envolvidos com jogo proibido foram presos (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)          

veja também