MENU

PF vai prorrogar novamente investigação sobre caso Erenice

PF vai prorrogar novamente investigação sobre caso Erenice

Atualizado: Quinta-feira, 4 Novembro de 2010 as 2:36

A Polícia Federal vai prorrogar por mais 30 dias o inquérito que investiga tráfico de influência na Casa Civil. O prazo se encerra neste sábado. A Folha apurou que a perícia ainda não concluiu a análise dos computadores usados por servidores do governo vinculados ao esquema ainda não foi concluído.

Entre os computadores periciados está o utilizado pela ex-ministra Erenice Guerra.

Ela era secretária-executiva da Casa Civil e braço direito da então ministra Dilma Rousseff quando seus filhos e assessores da pasta montaram uma empresa de lobby que negociava contratos com o poder público.

A PF já ouviu mais de 30 pessoas no inquérito. Ninguém foi indiciado até agora.

Na semana passada, Erenice confirmou à PF que recebeu na Casa Civil empresários de Campinas depois procurados pela empresa de lobby dos filhos dela com a proposta de intermediarem empréstimo no BNDES para viabilizar o negócio. A Folha revelou a informações, que levou à queda da ministra do governo.

Por: Andreza Matais

veja também