MENU

Pioneiros da televisão se emocionam em homenagem da Rede Globo

Pioneiros da televisão se emocionam em homenagem da Rede Globo

Atualizado: Sexta-feira, 12 Novembro de 2010 as 3

Há 60 anos, quando a TV brasileira foi ao ar pela primeira vez, a cantora Wilma Bentevigna já estava lá, cantando na telinha. Nesta quinta-feira (11), Wilma não conseguiu segurar as lágrimas ao visitar os estúdios da Rede Globo, no Rio, e perceber no que resultou "aquela sementinha" que ela e seus colegas pioneiros da televisão "plantaram" naqueles primeiros anos de transmissão.

"Estou muito emocionada de estar aqui. É tudo lindo e são muitas as lembranças", disse a artista durante a visita dos membros da Associação de Pioneiros da Televisão Brasileira, que durou toda a tarde.

Além de Bentivegna, o grupo incluiu o ator Carlos Miranda, da série pioneira "Vigilante rodoviário", o comediante João Restiffe, parceiro de Mazzaropi, o maestro Georges Henry, que musicou as primeiras produções televisivas, e a atriz Sonia Dorce, que despontou nos anos 1950 como atriz mirim. Durante o evento, eles foram homenageados pelo diretor-geral da TV Globo, Otávio Florisbal, e reverenciados por apresentadores, como William Bonner e Fátima Bernardes, e atores, como Eva Wilma, Ana Rosa e Alexandre Borges.

A visita começou por volta das 13h na Central Globo de Jornalismo, onde os pioneiros da televisão conheceram a redação e os estúdios do Jornal Nacional e conversaram com Bonner e Bernardes. "É impressionante como tudo funciona hoje em dia, estou encantado", disse o "vigilante" Carlos Miranda, que foi à visita vestido a caráter como o primeiro herói da TV brasileira e distribuiu sorrisos e fotos pelos corredores da emissora.

Em seguida, o grupo seguiu para a Central Globo de Produção, o Projac, na Zona Oeste do Rio, onde conheceu os estúdios da novela "Tititi" e recebeu o carinho de todo o elenco presente, além do diretor Jorge Fernando. "Ela é a minha musa", disse o diretor ao encontrar Vida Alves, que não escapou de um selinho de Jorge. "Estou fascinada, na minha época tínhamos só um estúdio", disse a atriz veterana.

Mas a emoção tomou conta da excursão quando os artistas veteranos conheceram a cidade cenográfica da novela "Passione". Wilma Bentevegna chorou e foi amparada por Vida, que também ficou com os olhos cheios d’água. "Isso aqui é um milagre, mas só poderia acontecer porque nós estávamos lá há 60 anos. É como se o passado e o futuro estivessem de mãos dadas", afirmou Vida.

veja também