MENU

Pipa, papagaio, maranhão, sim. Cerol, não!

Pipa, papagaio, maranhão, sim. Cerol, não!

Atualizado: Terça-feira, 5 Agosto de 2008 as 12

Uma prática antiga, que acompanha gerações, é brincar de pipa. Dependendo da região do Brasil, recebe outros nomes.

De fato, empinar papagaio é um momento de prazer, sobretudo quando pais e filhos participam desse lazer. E, para que a brincadeira continue saudável, vamos lembrar que colocar cerol na linha da pipa para talhar a linha de outro papagaio, é crime.

O cerol é uma mistura de cola com vidro moído ou pó de mármore. São vários os casos de vítimas, feridas e mortas, por causa da linha com o preparo, que corta o pescoço de quem a atravessa.

As vítimas são geralmente motoqueiros, ciclistas, skatistas e pára-quedistas, além de pedestres. A maior incidência é registrada nos meses de férias: janeiro, fevereiro, julho, dezembro e também nos feriados.

No mês passado (julho), uma mulher de 23 anos morreu, quando trafegava de moto na região de Sorocaba (SP), pela rodovia Raposo Tavares. Na mesma semana, três pessoas foram vítimas de cerol na região de Ribeirão Preto (SP), em menos de 24h. Uma delas, uma criança de 1 ano e 9 meses, quando circulava de bicicleta com a mãe.

Vamos continuar empinando nossas pipas, mas sempre lembrando e orientando que o uso de cerol é crime. No site www.cerol.com.br , encontramos mais informações, artigos, imagens e orientações sobre a campanha CEROL NÃO!

veja também