PM destaca 3 mil policiais para fazer a segurança no GP de Fórmula 1

PM destaca 3 mil policiais para fazer a segurança no GP de Fórmula 1

Atualizado: Sexta-feira, 5 Novembro de 2010 as 8:19

Pelo menos 3 mil policiais militares trabalharão na segurança dentro e fora do Autódromo de Interlagos, na Zona Sul de São Paulo, palco da etapa brasileira do mundial de Fórmula 1. Os agentes atuarão na sexta-feira (5) e no sábado (6), quando acontecem os treinos, e no domingo (7), dia do Grande Prêmio.

Duas bases fixas da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), da Polícia Civil, serão montadas no setor G e no portão 7 para o registro de ocorrências. Também haverá 200 homens do Corpo de Bombeiros responsáveis por prevenir e combater possíveis incêndios e socorrer pilotos que se acidentarem.

Para orientar turistas de outros países, policiais civis e militares fluentes em inglês, francês, alemão, italiano e japonês estarão na região. Os policiais civis usarão camisas com identificação e os 43 intérpretes da PM trarão no peito a bandeira do país que representa o idioma que falam. "Além de prevenir e coibir crimes, a função do policial também é instruir o turista de maneira eficiente”, disse o delegado Roberto Krasovic, titular da Divisão Policial de Portos, Aeroportos, Proteção ao Turista e Dignitários.

911

Como alguns turistas não conhecem o telefone de emergência da polícia no Brasil, o 190, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) poderá ser acionado por meio do número 112, usado para emergências em países da União Europeia, e pelo 911, utilizado pela polícia nos Estados Unidos. “Esse serviço funciona já há alguns meses e será definitivo”, afirmou o capitão Emerson Massera, porta-voz da corporação. As ligações de estrangeiros que não falam português serão atendidas por intérpretes.

Números

Um esquema especial de policiamento ostensivo será montado pela PM perto de hotéis, restaurantes e casas noturnas no Centro, próximo do autódromo e dos aeroportos. No dia do Grande Prêmio, 80 cavalos, 342 motocicletas adesivadas e quatro aeronaves auxiliarão os 270 carros destacados pela PM.

A Polícia Civil também contará com quatro motos. “É uma forma de alguns dos 30 policiais civis estarem presentes e poderem instruir pessoas espalhadas em todos os lugares do autódromo”, disse Krasovic.

veja também