MENU

PM e USP assinam convênio para aumentar policiamento no campus

PM e USP assinam convênio para aumentar policiamento no campus

Atualizado: Quinta-feira, 8 Setembro de 2011 as 9:14

Convênio para reforçar policiamento no campus é

anunciado após estudante ter sido morto em esta-

cionamento da USP (Foto: Reprodução/TV Globo)

  A Polícia Militar e a Universidade de São Paulo (USP) assinam na tarde desta quinta-feira (8) um convênio para aumentar o policiamento na Cidade Universitária, na Zona Oeste de São Paulo. O convênio terá duração de cinco anos e vai permitir à PM apoiar as ações de patrulhamento da Guarda Universitária.

A medida é anunciada quase quatro meses após o estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, ter sido morto dentro do campus, na noite do dia 18 de maio. O jovem foi baleado quando se aproximava de seu carro em um estacionamento da Faculdade de Economia e Administração (FEA). Dois homens presos pelo crime foram indiciados por latrocínio.

Em maio, o Conselho Gestor da USP sugeriu à reitoria a presença da PM no campus. O conselho se comprometeu a elaborar um protocolo estabelecendo os limites de atuação dos policiais na Cidade Universitária. Na época do crime, a PM fazia apenas algumas blitzes esporádicas para tentar conter o roubo e o furto de carros e sequestros-relâmpagos.

A assinatura do convênio deverá contar com a presença do secretário de Segurança Pública de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto, do comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, e do reitor da USP, João Grandino Rodas.          

veja também