MENU

PM pede ajuda à população para encontrar assassino de menina no Rio

PM pede ajuda à população para encontrar assassino de menina no Rio

Atualizado: Segunda-feira, 1 Novembro de 2010 as 5:37

Depois de encontrarem nesta segunda-feira (1º) o corpo de uma menina na Gamboa , Zona Portuária do Rio, os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Providência, no Centro, agora pedem ajuda à população para localizar o autor do crime. O subcomandante da unidade, tenente Thaideth Duarte, colocou à disposição dois telefones para que moradores possam fazer denúncias: 2332-5662 e 8596-7712.

Segundo o tenente, a participação da população é imprescindível para a solução do caso. “Os policiais estão revoltados. É uma coisa que mexe, principalmente com aqueles que têm filhos”, contou Thaideth, ao afirmar que o crime comoveu toda a unidade.

Ainda de acordo com o tenente, as denúncias também vão ajudar no trabalho da Polícia Civil. “As investigações agora estão por conta do pessoal da Delegacia de Homicídios, mas faremos o que for possível para ajudá-los, e a participação da população é fundamental para que o criminoso seja encontrado”, explicou Thaideth.

Pais não comunicaram desaparecimento à polícia

Segundo Thaideth Duarte, a menina estaria desaparecida desde a noite de domingo (31). Ela teria ido à uma festa com os pais na Rua Barão Félix, nas proximidades da comunidade da Providência, quando saiu para andar de bicicleta e sumiu. Apesar do desaparecimento, os pais não teriam feito qualquer comunicado à polícia.

A assessoria da UPP informou que a região onde a menina desapareceu não faz parte da área de atuação da unidade da Providência. Mesmo assim, nenhum órgão policial foi avisado sobre o desaparecimento, ainda segundo a assessoria.

Em cima do lixo e coberta por lençol

De acordo com o subcomandante da UPP, o corpo da menina foi encontrado por um morador em cima de uma pilha de lixo na Ladeira Madre de Deus. Ele teria estranhado uma mancha de sangue e comunicou a polícia. Agentes da unidade foram para o local e encontraram a criança envolta apenas em um lençol, com marcas de sangue.

A perícia esteve no local e constatou que a menina estava nua e com um corte no pescoço, na altura da garganta. Não havia marcas de tiro.

A Polícia Militar informou que no local onde o corpo foi abandonado há policiamento móvel e que uma viatura passou pelo local, mas não avistou nenhuma anormalidade durante o patrulhamento.    

veja também