MENU

PM prende suspeito de tentar roubar arma de policial no Leblon

PM prende suspeito de tentar roubar arma de policial no Leblon

Atualizado: Quinta-feira, 31 Março de 2011 as 8:54

Policiais militares do 23º BPM (Leblon) prenderam, na noite desta quarta-feira (30), um homem suspeito de tentar roubar a arma de um policial na Cruzada São Sebastião, no Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Militar, durante abordagem, o suspeito resistiu e acabou baleado na barriga.

Mesmo ferido, o suspeito ainda tentou fugir, mas foi preso dentro do conjunto de prédios. Ele foi socorrido no Hospital Miguel Couto, onde passou por uma cirurgia. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde. O caso foi registrado na 14ª DP (Leblon).

Idosa presa em Copacabana

Em Copacabana, também na Zona Sul, agentes da 12ª DP (Copacabana) prenderam em flagrante, nesta quarta-feira (30), uma idosa suspeita de vender drogas em seu apartamento. Segundo o delegado Antenor Lopes, titular da delegacia, além da mulher, outras dez pessoas foram presas durante operação “Copa Limpa”. Não houve confrontos.

Ainda de acordo com o delegado, a idosa já estava sendo investigada há cerca de dois meses, e tinha sete anotações criminais por tráfico de drogas. O policial afirmou que a suspeita possui dois apartamentos na Rua Barata Ribeiro e costumava alugar vagas para garotas de programa, que revendiam a droga para clientes estrangeiros.

Durante a ação, os policiais detiveram seis usuários de drogas, que foram liberados após depoimento. Com a idosa, os agentes apreenderam uma grande quantidade de cocaína. Os presos e a droga apreendida foram levados para a 12ª DP, onde o caso foi registrado.

Menores detidos

Mais cedo, agentes da 12ª DP também detiveram oito adolescentes suspeitos de abordar banhistas na Praia de Copacabana. Uma das jovens, de 17 anos, já tinha sete passagens pela 2ª Vara da Infância e da Juventude por roubo. Eles serão autuados por quadrilha armada e roubo.

A polícia acredita que o grupo seja responsável por vários crimes registrados na areia e no calçadão de Copacabana. Entre as vítimas estão um desembargador e uma promotora de Justiça.      

veja também