MENU

Polícia Ambiental apreende armas, animais abatidos e armadilhas no ES

Polícia Ambiental apreende armas, animais abatidos e armadilhas no ES

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 3:36

Polícia Ambiental faz operação no Norte do ES

(Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

  Durante 15 dias a Polícia Militar Ambiental desencadeou um grande operação de fiscalização no entorno das reservas florestais do Norte do Espírito Santo. A intenção, segundo a polícia, foi coibir os crimes contra a fauna e a flora. Foram lavrados 30 boletins de ocorrência, 20 autos de infração pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), totalizando mais de R$ 140 mil. A Polícia Ambiental disse ainda que foram apreendidas armas, automóveis, motoserras, fisgas, armadilhas, cães para caça e animais abatidos.     A operação começou no dia 31 de agosto e terminou na quarta-feira (14). Contou com o apoio do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

As equipes fiscalizaram a Reserva Biológica do Córrego do Veado em Pinheiros, Reserva Biológica do Córrego Grande, em Pedro Canário e a Floresta Nacional do Rio Preto em Conceição da Barra, municípios no Norte do estado. "Durante a operação foi realizado um trabalho de abordagens a pessoas e veículos em estradas vicinais nas zonas de amortecimento das reservas. Foram feitas campanas de madrugada e ao cair da noite, em pontos estratégicos, sabidamente locais de entradas de caçadores", disse o tenente Roberto Martins, da Polícia Ambiental.

Policia Ambiental faz operação no Norte do Espírito Santo (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

  De acordo com a polícia, foi constatado o desmatamento em 1,2 mil metros quadrados de restinga no Riacho Doce, área do Parque Estadual de Itaúnas em Conceição da Barra, no Norte do Espírito Santo. O tenente Roberto Martins disse que foram desmontados inúmeros poleiros, locais elevados em que os caçadores se posicionam para abater os animais silvestres, no interior das matas.

Polícia Militar Ambiental faz operação no ES

(Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

  Balanço das apreensões

- 01 espingarda

- 01 revólver

- 11 munições de revólver

- 02 motocicletas roubadas

- 01 automóvel gol utilizado para caça

- 01 motosserra por uso sem registro

- 01 tatu abatido

- 02 quatis abatidos

- 08 alçapões

- 03 viveiros

- 08 fisgas;

- 05 armadilhas para apanhar tatu

- 02 facões

- 05 cachorros utilizados para caça

- 172 aves silvestres em cativeiro sem registro

- 123 gaiolas          

veja também