MENU

Polícia ambiental e Ibama flagram desmatamento ilegal em MS

Polícia ambiental e Ibama flagram desmatamento ilegal em MS

Atualizado: Sexta-feira, 21 Agosto de 2009 as 12

Equipes da Polícia Ambiental e técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estão fiscalizando o desmatamento irregular de madeira no estado. O trabalho segue até domingo, 23 de agosto.

O trabalho começou há três meses, com a análise de fotos de satélite. De helicóptero, os técnicos identificaram as carvoarias e o desmatamento e, por terra, as equipes as visitam as fazendas.

Os fiscais descobriram que os fazendeiros pedem autorização para desmatar pequenas áreas, mas na prática derrubam muito mais.

Na região de Miranda (MS), as equipes percorreram quase 50 quilômetros de estrada de terra para chegar a uma fazenda. Foram encontrados troncos de cerca de 600 árvores nobres empilhados no local.

O fazendeiro tem autorização para desmatar, mas, segundo o Ibama, estava fazendo corte seletivo, derrubando as árvores nobres. O dono da propriedade foi multado em R$ 17 mil e a madeira foi apreendida.

Em uma propriedade vizinha, mais irregularidades. Uma serraria estava funcionando sem licença ambiental e sem registro no Cadastro Técnico Federal, que controla esse tipo de atividade.

Em outra fazenda, quase 500 hectares de mata nativa foram derrubados sem autorização. Segundo o Ibama, o fazendeiro deixou várias árvores em pé, o que dificulta a identificação do desmatamento feita pelas fotos de satélite. O responsável desmatou o dobro da área autorizada, sem respeitar a mata de preservação permanente. A multa é de R$ 1 mil por hectare desmatado e, pelos cálculos iniciais da equipe, deve passar de R$ 500 mil.

veja também