MENU

Polícia apreende 700 quilos de maconha em duas operações no RJ

Polícia apreende 700 quilos de maconha em duas operações no RJ

Atualizado: Terça-feira, 22 Março de 2011 as 3:50

A polícia apreendeu, nesta terça-feira (22), 700 quilos de maconha em duas operações diferentes, no Norte Fluminense, no Rio de Janeiro.

Na Favela das Malvinas, em Macaé, foram apreendidos 150 quilos de maconha durante a operação Falklands. A ação tem como objetivo prender traficantes que fugiram de áreas com Unidadades de Polícia Pacificadora na capital.

A droga estava enterrada em canos de uma casa e será encaminhada para a delegacia. Até o início desta tarde, a polícia havia prendido 9 pessoas e apreendido um menor de idade durante a operação. A polícia apreendeu ainda 15 máquinas caça-níqueis, drogas e também mídias piratas.

Mais de 200 policiais civis e cerca de 100 policiais militares participam da ação. A polícia busca cumprir 54 mandados de busca e apreensão de adolescentes e 27 mandados de prisão. Policiais fazem busca nas comunidades Malvinas, Nova Botafogo e Nova Holanda, no Centro de Macaé.     Meia tonelada de maconha é apreendida em Campos

Ainda nesta terça, a polícia apreendeu 550 quilos de maconha em um sítio em Campos. A ação foi realizada pela Polícia Federal, que tinha como objetivo deflagrar uma quadrilha de traficante de drogas do local. Agentes buscam cumprir 25 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão.

De acordo com as primeiras informações divulgadas, duas pessoas que comandavam o esquema foram presas. A maconha apreendida foi encontrada na propriedade de um dos presos. Segundo a PF, a quadrilha, com pelo menos 30 integrantes, controla o tráfico e a distribuição de maconha, cocaína e crack em favelas de Campos e municípios próximos, como Bom Jesus do Itabapoana, Cardoso Moreira, São João da Barra, São Francisco do Itabapoana e Bom Jesus do Norte (ES).

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, também participa da operação.

Informações podem ter vazado

Informações sobre a operação Falklands podem ter vazado, afirmou o relações públicas da Polícia Militar, coronel Lima Castro, na manhã desta terça. Segundo ele, o vazamento pode ter acontecido dentro das próprias corporações.

“A operação cresceu bastante e  envolveu várias corporações. Então, realmente pode ter acontecido [vazamento de informações]. Não digo nem de forma intencional, mas que essa informação tenha saído de dentro desses departamentos, dessas corporações. E isso certamente atrapalha”, disse ele.    

veja também