MENU

Polícia apura se preso no Paraná tem relação com morte de Vanessa

Polícia apura se preso no Paraná tem relação com morte de Vanessa

Atualizado: Quinta-feira, 24 Fevereiro de 2011 as 3:47

A Polícia Militar de Ribeirão do Pinhal, a 105 km de Londrina (PR) prendeu na tarde desta quinta-feira (24) um homem que pode ser um dos suspeitos de matar a supervisora de vendas Vanessa Vasconcelos. Segundo informações da delegacia, ele está sendo interrogado e o delegado responsável pela investigação do caso em São Paulo, Zacarias Tadros, está sendo informado sobre o ocorrido.

Segundo a polícia, o detido se parece muito com o segundo suspeito do crime, mas ainda não é possível confirmar a participação do homem no caso.

Ele teria sido reconhecido por uma assistente social do CRAS (Centro de Referencia de Assistência Social) de Bernardino de Campos, no interior de São Paulo. Ela atendeu dois homens na última quarta-feira (23) que pediam passagem para ir ao Paraná e os reconheceu a partir dos retratos-falados que foram divulgados na internet. A Polícia Civil de Bernardo de Campos foi informada sobre a suspeita e começou a colher informações dos homens.

Outro suspeito Um outro suspeito foi detido na noite da quarta-feira (23) na Grande São Paulo suspeito de envolvimento no assassinato de Vanessa. Até o início desta tarde, ele estava sendo interrogado e submetido a exames, como impressão digital, para comprovar sua identidade.

A polícia informou que o suspeito foi encontrado com arranhões no braço. Ele foi encontrado na rua André Ohl, em Carapicuíba, na Grande São Paulo, por meio de uma denúnica anônima. Segundo Tadros, as características do suspeito detido são semelhantes ao retrato falado do homem branco (segundo suspeito).

- Ele pode ser até uma pessoa que não tenha nada a ver, mas as características físicas dele são muito próximas ao retrato falado do homem branco. Como ele está sem documento, pegamos a impressão digital e vamos aguardar o retorno.    

veja também