MENU

Polícia apura se ritual indígena provocou queimada em área de MT

Polícia apura se ritual indígena provocou queimada em área de MT

Atualizado: Quinta-feira, 22 Setembro de 2011 as 4:17

Ao menos uma fazenda do município de Santo Antônio do Leste, a 379 quilômetros de Cuiabá, teve a área de reserva de cerrado atingida pelo fogo na manhã desta quinta-feira (22) e a suspeita é de que as chamas  foram originadas por um grupo de indíos que participava de um ritual, conforme apontou a Polícia Civil. A informação é que o ritual indígena teria o objetivo de ensinar o ofício da caça mediante o uso do fogo.

Fazendeiros da região temem que as labaredas avancem para outras propriedades. A Polícia Civil foi acionada e orientou os moradores a registrarem boletim de ocorrência. "Recebemos a informação que alguns indígenas ameaçavam colocar fogo em área de uma fazenda. Foi orientada a vítima da propriedade rural a registrar uma ocorrência para que possa analisá-la judicialmente e encaminhar aos orgãos cabíveis e verificar a situação", falou, ao G1 , o delegado de Primavera do Leste, Jessé Munhoz Lima.

    A Fundação Nacional do Índio (Funai), foi comunicada sobre o ocorrido e irá apurar o caso .Ainda conforme o delegado, um relatório contendo informações sobre o ocorrido será preparado. "A informação é que era uma grande quantidade de índios, em torno de 50 a 60", acrescentou Lima.

"Vamos analisar isso e encaminhar aos órgãos relacionados ao cuidado com as etnias indígenas para conhecimento e providências que entenderem cabíveis", salientou.

Proprietários dizem que até o momento não foram atingidas as áreas de pastagem das fazendas. "Eles queimam o cerrado, a área de reserva. Pastagem só se a gente não cuidar que entra. Existe o risco de queimar o pasto, as próprias lavouras porque há muita palhada", destacou, ao G1 , o fazendeiro Vilmar Savreto.

"Há um receio. Estamos com as máquinas esperando para [o fogo] não entrar. Mas o tempo está seco", acrescentou o proprietário. Vizinhos à propriedade atingida estão se preparando para evitar que as chamas atinjam novas áreas.  "O fogo ainda não está dentro de nossa fazenda. Estamos com o pessoal da fazenda, com tanques de água tentando ficar de olho para o fogo não pular porque as áreas da Santo Antônio estão com aceiros. O fogo está na propriedade do vizinho", completou o gerente Itamar Oliveira de Fazenda.

veja também