MENU

Polícia Civil vai pedir imagens de acidente na Imigrantes

Polícia Civil vai pedir imagens de acidente na Imigrantes

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 12:43

A Polícia Civil em São Bernardo do Campo, no ABC, vai requisitar à Ecovias as imagens que as câmeras de segurança da concessionária gravaram no trecho de dois quilômetros da Rodovia dos Imigrantes onde ocorreu um acidente de trânsito envolvendo cerca de 270 veículos na tarde de quinta-feira (15). Uma pessoa morreu e outras 51 ficaram feridas, segundo a concessionária. A investigação quer analisar o vídeo para tentar entender como ocorreu o acidente, e assim saber se poderá responsabilizar alguém. Procurada pelo G1 , a assessoria de imprensa da empresa que administra a via confirmou que possui a gravação com as cenas do km 41 ao km 43, mas que elas podem estar comprometidas pelo fato de que havia muita neblina no local, o que dificultaria a visualização e identificação dos automóveis.

No momento, a condição climática é a hipótese mais provável investigada pela delegada Kátia Regina Cristofaro Martins, titular do 4º Distrito Policial em São Bernardo, para explicar o que causou as colisões em série. Apesar disso, um inquérito para apurar as causas e eventuais responsabilidades do acidente foi instaurado nesta sexta-feira (16). Está sendo apurado também se ocorreram crimes de homicídio e lesão corporal culposos e o que gerou o engavetamento.     "Por isso quero saber se essas imagens da concessionária gravaram algo. O principal objetivo da investigação é saber como se iniciou o acidente que causou a sequência de batidas. Se isso foi criminoso, por negligência de algum motorista, por exemplo, ou uma fatalidade porque a neblina reduziu a visibilidade para menos de 10 metros o que é complicado para a frenagem de veículos de grande porte. Além disso, garoava no momento em que ocorreu o engavetamento’, disse a delegada Kátia Martins, do 4º DP.

De acordo com ela, neste momento da investigação, "a maior probabilidade é que tenha sido uma fatalidade, uma tragédia. Se a neblina não ocasionou o acidente, no mínimo contribuiu para ele envolver outros veículos ao longo de dois quilômetros de extensão da pista." A neblina densa que se formou na região do acidente também é apontada como a provável causa das colisões, segundo a Polícia Militar Rodoviária Estadual.

Segundo a delegada, caso as imagens estejam nítidas, elas serão levadas para avaliação da perícia da Polícia Técnico Científica, que depois poderá dizer o que realmente causou o acidente. Independentemente disso, os peritos do Instituto de Criminalística (IC) foram ao local do acidente e colheram dados para elaborarem um laudo com as causas mais prováveis.

"Também vou pedir para a perícia analisar os carros envolvidos diretamente no acidente para saber se algum deles apresentava algum problema", disse a delegada.

Cabine de caminhão ficou esmagada depois da batida (Foto: Roberty Sarinho Ferreira/VC no G1)  

A polícia informou que ainda não é possível saber o número exato de veículos envolvidos, se há mais vítimas fatais e de feridos porque muitas pessoas envolvidas no acidentes registraram boletins de ocorrência em distritos de outras cidades do estado e seguiram para hospitais de municípios próximos.

A estimativa dos policiais do 4º DP é que as vítimas comecem a ser ouvidas somente na próxima semana. Até a manhã desta sexta, investigadores e escrivães ainda registravam queixas de motoristas que tiveram os seus carros avariados na colisão em série na Imigrantes.

"Somente após compilarmos todas essas informações, que irá levar ainda algum tempo, é que posso passar um número real do que ocorreu. No momento, só sei que é de grandes proporções porque estive no local do acidente", disse Kátia Martins. "Por isso, peço para que as pessoas que tenham sido vítimas ou estiveram envolvidas no acidente registrarem o que ocorreu nas delegacias que elas acharem melhor. Depois irei requisitar esses boletins para anexá-los ao inquérito".

Veículos& Ainda há divergências quanto ao número de veículos envolvidos no engavetamento. Segundo a Ecovias, foram 104 – 71 carros, três motos, 27 caminhões e três ônibus. A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária, entretanto, contabilizaram cerca de 270 veículos acidentados – os 104 que registraram boletim de ocorrência na quinta, por sofrerem danos médios ou graves, e os demais que tiveram danos leves. Apena no 4º DP de São Bernardo do Campo, foram registrados 54 boletins de ocorrência.

De acordo com a Ecovias, técnicos da concessionária passaram a madrugada retirando veículos e limpando a pista. A via foi liberada por volta das 11h30 desta sexta para o tráfego.          

veja também