MENU

Polícia conclui inquérito de morte de turista alemã em Pernambuco

Polícia conclui inquérito de morte de turista alemã em Pernambuco

Atualizado: Terça-feira, 6 Abril de 2010 as 12

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte da turista alemã em Pernambuco. A jovem, de 23 anos, foi encontrada morta, com quatro tiros no peito, em 17 de fevereiro, na rodovia BR-408, em São Lourenço da Mata (PE). De acordo com a delegada Gleide Ângelo, responsável pelo caso, cinco pessoas foram indiciadas por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima).

O inquérito foi concluído na quarta-feira (31) e encaminhado ao Ministério Público. A polícia só divulgou o resultado das investigações nesta terça-feira (6). Foram indiciados, segundo Gleide, a ex-sogra da vítima, apontada como mandante do crime; o autor dos disparos; o ex-sogro da vítima; o viúvo; e o irmão da ex-sogra, por comprar a arma e fazer a ponte entre a mandante e o autor dos disparos.

Dos cinco indiciados, quatro estão presos. "Entendemos que o irmão da ex-sogra da vítima poderia responder em liberdade", diz a delegada ao G1.

A motivação do crime foi, segundo a delegada Gleide, a existência de um seguro de vida em nome da vítima, cujo beneficiário seria o ex-sogro. A guarda do filho da vítima também teria levado ao assassinato da jovem alemã. De acordo com a delegada, a vítima não queria morar no Brasil, como desejavam os demais membros da família.

Ainda de acordo com a delegada, uma carta escrita pela ex-sogra da vítima e dirigida ao seu filho, o viúvo da turista alemã, instruía o rapaz a continuar negando o crime. "A carta, que foi entregue à polícia pelo próprio viúvo, foi anexada ao inquérito. Tudo nos leva a concluir que a ex-sogra era a mandante do crime, tendo planejado cada detalhe do assassinato", afirma Gleide.

A liberação do corpo da vítima, que está no Instituto Médico Legal do Recife desde o ocorrido, depende de uma autorização judicial que vai permitir sua cremação.

A vítima era casada havia cinco anos com um pernambucano que tem naturalidade italiana. Eles viviam na Itália e visitavam parentes dele no Recife. A viagem de volta para a Europa estava marcada para o dia 20 de março.

veja também