MENU

Polícia divulga retrato falado de suspeito de matar jovem em Abrantes

Polícia divulga retrato falado de suspeito de matar jovem em Abrantes

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 2:38

Amigos se reuniram em Abrantes esta manhã

(Foto: Reprodução/ TVBA)

  A Polícia divulgou na manhã desta quinta-feira (30) o retrato falado do suspeito de ter matado Adriani Melo de Jesus , de 16 anos, na quarta-feira (29). O retrato foi produzido com base no depoimento do namorado da adolescente, que esteve nesta manhã no Departamento de Polícia Técnica (DPT), em Salvador. De acordo com colegas da vítima, o sepultamento está previsto para as 15h, no Cemitério de Vilas do Abrantes, na cidade de Camaçari.

Ainda na manhã, amigos e parentes da estudante fizeram uma manifestação em frente à sede da 26° delegacia, em Vila de Abrantes, para pressionar a investigação do crime. De branco, eles fizeram uma roda na Avenida Tiradentes e gritaram por justiça. “Queremos saber o que aconteceu com ela e o que motivou um sequestro seguido de morte”, diz o amigo Robenilson Santana. “Teve gente que não dormiu. Todo mundo está muito triste”, afirma outro amigo, Caio Santos.

O delegado Marcos Tebaldi, que investiga o caso, comenta que oito pessoas já foram ouvidas e que trabalha com a hipótese de crime passional. Ele espera o resultado da perícia para saber se a vítima sofreu abuso sexual. “Ela teve alguns namorados e a gente sabe que um rompimento pode causar um ato impensado. Agora cabe confirmar”, relata.

Caso

Segundo o namorado da estudante, um adolescente de 17 anos, eles voltavam da casa de uma amiga quando foram abordados por um homem armado, que desceu de um carro. Ainda de acordo com o rapaz, o mesmo homem mandou que ele fugisse e levou a jovem. O celular da vítima foi encontrado na estrada.

A polícia já ouviu várias pessoas que confirmaram ter visto o carro parar e levar a estudante. O pai de Adriane reconheceu o corpo da adolescente, localizado na tarde de quarta, mesmo dia do rapto. O corpo foi reconhecido por seu pai. Ela foi morta com três tiros, um no peito e dois na cabeça, conforme apuração preliminar da polícia.          

veja também