MENU

Polícia do RS apura se jovem pagou R$ 5 mil por morte do pai

Polícia do RS apura se jovem pagou R$ 5 mil por morte do pai

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 8:09

Novas provas apuradas pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, e divulgadas na quarta-feira, trazem evidências de que o vendedor de autopeças Sérgio Jorge Marques, morto em 2009, teve o assassinato encomendado por R$ 5 mil, pela própria filha, Mariana Mendes Tavares Marques, 19 anos. A jovem já fora denunciada pelo Ministério Público por participação, com outros dois adolescentes, no latrocínio do pai, em Porto Alegre.

O delegado Luciano Coelho, da 16ª Delegacia de Polícia (DP, Restinga), afirma que a viúva da vítima o procurou no ano passado para tentar identificar os autores dos disparos. "Ela é professora e tinha certeza de que seriam adolescentes", disse.

Um dos suspeitos foi identificado em maio deste ano e, após interrogatório, admitiu o crime e acrescentou que não teriam se dirigido à casa da vítima para roubar, mas sim a pedido da Mariana para matar o pai. "Ela tinha problemas de relacionamento com o pai, conforme a própria mãe", afirmou Coelho.

De acordo com o delegado, uma testemunha relatou que eles sabiam que a vítima teria R$ 5 mil guardados em casa. Quantia que a mãe confirmou existir e que seria um empréstimo para reformar a casa. "A viúva garantiu que ninguém de fora da família sabia do dinheiro. Eles obtiveram uma informação privilegiada da participação da Mariana no crime. O interesse dela era a morte do pai e ela prometeu dar os R$ 5 mil para os assassinos, conforme o adolescente nos contou".

As novas provas foram encaminhadas para o Ministério Público e agora serão encaminhadas à vara do Júri do Rio Grande do Sul, responsável pelas investigações de homicídio. Mariana nega a participação em qualquer momento do crime e a viúva continua afirmando que acredita na inocência da filha. A polícia procura, agora, o segundo acusado pela morte de Marques, que já foi identificado.

veja também