MENU

Polícia encerra buscas à quadrilha que roubou 2 bancos de cidade em MT

Polícia encerra buscas à quadrilha que roubou 2 bancos de cidade em MT

Atualizado: Segunda-feira, 26 Setembro de 2011 as 1:23

Veículos foram queimados por assaltantes durante

a fuga. (Foto: Charles Gabriel, Tapurah Vip)

  Após duas semanas de perseguição à quadrilha que assaltou simultaneamente duas agências bancárias em Tapurah, a 414 quilômetros de Cuiabá, a Polícia Militar decidiu interromper o cerco e as buscas aos fugitivos que se escondiam em uma área de mata localizada a 35 quilômetros do município localizado no Norte de Mato Grosso. A decisão foi tomada porque os militares não encontraram mais vestígios que confirmavam a presença do grupo na área. A extensão da área monitorada pelos policiais tem 28 mil quilômetros, nas proximidades da ponte sobre o rio Arinos.

"Perderam-se os rastros, os vestígios de que estavam no mato. Entendemos que eles saíram do mato", declarou ao G1 , o capitão da Polícia Militar de Tapurah, sargento José Carlos Medeiros Lima. O cerco começou ainda no dia 12 deste mês, quando os ladrões invadiram as agências  bancárias. Os criminosos fizeram reféns e após liberá-los trocaram tiros com a polícia.   Já na mata, policiais militares e assaltantes voltaram a trocar tiros. "Houve o primeiro confronto, quando descobrimos acampamentos com vários objetos e comida para praticamente 30 dias. Encontramos munições, parte do dinheiro", acrescentou o comandante. De acordo com o policial, o trabalho agora se resume na área investigativa, realizada pela Polícia Civil e o setor de inteligência da Polícia Militar de Mato Grosso.

Pouco mais de duas semanas do episódio, o clima de tensão entre os moradores da cidade com pouco mais de dez mil habitantes ainda persiste. "A cidade ficou aterrorizada. O comportamento ainda é de trauma. O que a polícia local tinha que fazer foi feito. Perseguimos até o último instante quando tinhamos certeza que todos os reféns tinham sido liberados", salientou o responsável pelo policiamento na cidade.

O assalto foi praticado no dia 12 deste mês. Armados, os assaltantes invadiram de uma só vez duas agências bancárias instaladas na cidade. Roubaram o dinheiro, fizeram reféns e fugiram da polícia. O roubo ocorreu ao estilo do 'Novo Cangaço', quando na ação clientes dos bancos são utilizados como escudo humano.

Balanço

Neste ano, o número de ataques a bancos no estado aumentou 66% entre janeiro até a última semana, na comparação com mesmo período do ano passado. Os números do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT) mostram que até a última sexta-feira (23) 25 agências foram atacadas pelos assaltantes. No mesmo período do ano passado, 15 bancos foram alvos das quadrilhas. Durante todo o ano de 2010 ocorreram 19 casos.

Em relação aos caixas eletrônicos, até setembro deste ano 69 terminais foram atacados. Durante 2010, o estado chegou à marca de 118, segundo dados do Sindicato dos Bancários.            

veja também