Polícia fará buscas por Abdelmassih no interior de SP

Polícia fará buscas por Abdelmassih no interior de SP

Atualizado: Quinta-feira, 20 Janeiro de 2011 as 2:57

O médico Roger Abdelmassih, de 67 anos, vai ser procurado no interior de São Paulo. A declaração foi feita pelo promotor público Luiz Henrique Val Poz. O condenado a 278 anos de prisão por estuprar as suas pacientes é procurado pela polícia desde o dia 6.

De acordo com o promotor, que participou da acusação contra o médico, a polícia segue uma rotina para cumprir o mandado de prisão. - Estamos observando todos os vínculos do médico. Sabemos que ele tem algumas propriedades no interior e alguns amigos também.

O pedido de nova prisão foi feito no dia 3 de janeiro pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) - Núcleo São Paulo, departamento do Ministério Público. A prisão foi deferida no 6 pela juíza Cristina Escher. No último dia 10, a defesa de Abdelmassih entrou com uma petição no STF (Supremo Tribunal Federal) para requerer à Suprema Corte a apreensão do passaporte do médico, expedido pela Delegacia de Imigração da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo. O motivo era mostrar que o ex-médico não tem intenção de fugir do país.

Porém, de acordo com o promotor, o fato de ele estar foragido da Justiça já dá indícios que ele queira deixar o país. - Hoje, o objetivo dos seus advogados é reverter o caso, mas caso não consigam, acredito que ele possa querer fugir do país. E sabemos que para isso não é necessário passaporte. Ele, por já estar foragido, pode tentar sair do país por alguma fronteira de maneira irregular.

O caso Abdelmassih foi condenado a 278 anos de prisão, em novembro do ano passado, por estupro e atentado violento ao pudor contra 37 mulheres, ex-pacientes do médico e uma ex-funcionária.

Todos os crimes foram cometidos em sua clínica, especializada em reprodução humana. O acusado sempre negou os crimes.    

veja também