MENU

Polícia fecha laboratório para refinamento de drogas em MT

Polícia fecha laboratório para refinamento de drogas em MT

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 11:32

Material usado para refino de droga foi encontrado 

em quitinete. (Foto: Assessoria/Polícia Civil)

  Um mini-laboratório para refinamento de drogas foi descoberno na tarde de terça-feira (16) durante operação conjunta das polícias Civil e Militar, em Nova Mutum, a 269 quilômetros de Cuiabá. Os materiais para fabricação de droga estavam em uma quitinete na rua das Seringueiras, na região central do município. Pouco mais de 300 gramas de pasta-base, 28 papelotes do mesmo produto, 26 gramas de cocaína, além de sacolas com substâncias para mistura do material foram apreendidos.

Os policiais chegaram até o local após efetuarem, no decorrer da semana, a prisão de dois homens suspeitos de envolvimento em furtos e roubos praticados em Nova Mutum. Na maioria das vezes, segundo a polícia, os bens subtraídos eram entregues na mesma quitinete e trocados por drogas. De acordo com o sargento PM Juarez Roma, um dos presos indicou a localização do imóvel na região central mas também de uma residência no bairro Beija Flor. Nela, foram encontradas outras três pessoas: dois jovens de 18 e 20 anos, além de um adolescente de 16 anos.

A polícia agora apura a relação de cada um com o mini-laboratório. Conforme o policial, há indícios que o jovem de 20 anos seja um dos sócios, ao lado de outro menor de idade, que é procurado. "Apesar da quitinete ter sido alugada, ninguém morava lá. Só usavam o local para preparar a droga e para vendê-la", declarou o policial, em entrevista ao G1 .

Tanto a quitinete onde funcionava o mini-laboratório quanto a segunda residência no bairro Beija Flor já eram monitoradas pelas polícias. Além da droga, os policiais flagraram ainda produtos como pó bórico, xilocaína, removedores, lidocaína e diversos itens de eletroeletrônicos. Suspeita-se que sejam produtos de furto.

Os jovens de 18 e 20 anos foram encaminhados para a Cadeia de Nova Mutum. Já o adolescente, entregue ao Conselho Tutelar. Este último é irmão mais novo do jovem de 18 anos.          

veja também