MENU

Polícia Federal indicia 50 por fraude no programa Bolsa Família no AM

Polícia Federal indicia 50 por fraude no programa Bolsa Família no AM

Atualizado: Quinta-feira, 24 Novembro de 2011 as 3:25

Segundo a PF, mais pessoas estão sendo

investigadas (Foto: Reprodução/Polícia Federal) A Polícia Federal (PF) indiciou 50 pessoas suspeitas de receberem ilegalmente o benefício do programa Bolsa Família, do Governo Federal, no município de Boca do Acre, interior do Amazonas. De acordo com a PF, mais pessoas estão sendo investigadas.

Segundo as investigações, os envolvidos no esquema de fraude possuem renda superior ao permitido no programa. Entre as irregularidades estão ainda a inclusão de familiares e dependentes que não residiam na mesma casa, além do recebimento de benefício por parentes já falecidos.

Envolvidos foram indiciados pela PF

(Foto: Reprodução/Polícia Federal) Ainda segundo informações divulgadas pela PF, servidores estaduais, municipais, empresários, fazendeiros, professores, além de comerciantes e  empregados do programa Bolsa Família recebem de forma irregular o benefício destinado a famílias de baixa renda.

A responsável pelo programa Bolsa Família em Boca do Acre informou, segundo a Polícia Federal, que diversas pessoas estão procurando o órgão voluntariamente para a atualização do cadastro, que está resultando, em alguns casos, no cancelamento dos benefícios por estarem fora das condições para recebê-lo.

A PF informou que outras pessoas estão sendo investigadas suspeitas de envolvimento no esquema de fraude.   Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência direta que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. O Programa integra o Fome Zero lançado para como objetivo assegurar o direito humano à alimentação adequada e contribuindo para a conquista da cidadania.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Bolsa Família atende mais de 13 milhões de famílias em todo o país. O valor do benefício recebido pela família pode variar entre R$ 32 a R$ 306. O benefício é distribuído a partir da renda familiar por pessoa (limitada a R$ 140), do número e da idade dos filhos.

veja também