MENU

Polícia identifica suspeito de envolvimento na morte de ex-BBB

Polícia identifica suspeito de envolvimento na morte de ex-BBB

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 3:25

         A Polícia Civil de Alumínio, no interior de São Paulo, busca uma pessoa suspeita de envolvimento na morte do ex-BBB André Luis Gusmão de Almeida, assassinado após ser atingido por um tiro na nuca na madrugada de quarta-feira (1º) na chácara onde morava com a mulher.

De acordo com o investigador Marcelo Coutinho, que falou com o G1 na manhã desta sexta-feira (3), os policiais já têm a identidade da pessoa procurada, suspeita de cobrar uma dívida do ex-BBB. No entanto, nem o nome nem o sexo foram divulgados para não atrapalhar as investigações.

Segundo a polícia, em depoimento nesta quinta (2), Luciana Gusmão de Almeida, viúva do ex-BBB, confirmou que o casal tinha uma dívida de aproximadamente R$ 20 mil e que esse débito pode ter sido a causa da morte. Por isso, os policiais trabalham com a hipótese de vingança. “Essa é a principal linha hoje. Não haveria outras pessoas que cobravam (o ex-BBB). Essa era a que mais ligava”, disse Coutinho, acrescentando que a pessoa suspeita foi indicada a partir do depoimento de Luciana.     De acordo com o investigador, no entanto, a pessoa suspeita não ameaçou o casal. “Não era ameaça. Era mais pressão para receber (o pagamento da dívida)”, afirmou o investigador, que disse ter tido acesso às últimas ligações registradas no telefone do ex-BBB. Nessa lista constaria o número do suspeito em mais de um telefonema. Os detalhes de quantos foram e quando ocorreram não foram revelados.

Coutinho ressaltou que essa suspeita ainda é “bastante subjetiva” e, apesar de os policiais estarem investigando a hipótese de vingança, outras linhas não foram descartadas, como latrocínio. Isso porque depois do crime foram levados da chácara um notebook e uma TV LCD. A polícia da cidade não tem registro de boletins de ocorrência de ameaça feitos pelo casal. “Se essa pessoa fez alguma ameaça a ele (o ex-BBB), ela não tomou conhecimento”, disse o investigador sobre a viúva.          

veja também