Polícia identifica suspeito de matar PM em frente a casa noturna de SP

Polícia identifica suspeito de matar PM em frente a casa noturna de SP

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 8:39

A polícia já identificou o homem que matou um policial e feriu outro em frente à boate Love Story, na República, região central de São Paulo, por volta das 6h desta segunda-feira (21). Câmeras de segurança da casa noturna registraram o crime.

As imagens não foram divulgadas pela polícia. Testemunhas contam que tudo começou quando um cliente conhecido da casa se envolveu em uma confusão dentro da boate e foi retirado pelos seguranças. Do lado de fora, ele atirou na cabeça do soldado José de Jesus Soares, de 39 anos, que estava à paisana e morreu. O atirador ainda baleou outro policial militar, um cabo, que também não estava fardado. O homem fugiu em um carro preto. Por meio das imagens e dos depoimentos das testemunhas, a polícia conseguiu identificá-lo. O suspeito tem uma tatuagem na perna.

Um funcionário da boate, que não quis se identificar, contou que os policiais trabalhavam no estabelecimento. “Eles faziam a ronda, chegavam, entravam, olhavam, depois saíam, ficavam lá fora. Fazia o trabalho deles profissionalmente”, contou.

“A atividade extra-corporação é proibida pela PM. Todas as circunstâncias do crime, a presença dos policiais, o que eles estavam fazendo, faz parte das apurações”, disse o major Marcelo Pignatari, comandante do 11º Batalhão de Polícia.

O suspeito ainda não foi preso. O policial que levou um tiro nas costas passou por cirurgia e o estado de saúde dele é considerado estável. O corpo do soldado Soares será enterrado às 10h desta terça-feira (22) no Cemitério da Vila Formosa, na Zona Leste de São Paulo.        

veja também