MENU

Polícia investiga 600 casos de bullying virtual em Curitiba

Polícia investiga 600 casos de bullying virtual em Curitiba

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2011 as 1:26

A polícia especializada em crimes virtuais do Paraná investiga 600 casos de agressões virtuais em Curitiba. De acordo com o delegado Demétrius Gonzaga, os pais podem ser penalizados pelos atos dos filhos. "É evidente que os pais podem ser responsabilizados em termos de indenizações de danos materiais. A razão disso é justamente porque eles são, em muitas vezes, os titulares das linhas que são utilizadas para a prática desse tipo de crime virtual", explica.

O bullying virtual ocorre normalmente em sites de relacionamento ou salas de bate-papo, onde os estudantes usam a internet para causar provocações, brigas e humilhações, segundo o diretor de escola Anderlei Galdioli. "Em alguns casos uma simples brincadeira realizada pelo computador durante o fim de semana acaba em agressão na escola na semana seguinte".

Um estudante, que não quis se identificar, disse que já presenciou muitas brigas no colégio por causa do bullying. "Eu mesmo já evitei algumas brigas de amigos meus que foram provocados ou que estavam provocando outras pessoas", relatou. "Estava afetando completamente a minha vida social, eu já não tinha mais vontade de sair, até porque era muita humilhação. Eu me sentia um lixo!", contou uma vítima para a reportagem da RPC TV.          

veja também