MENU

Polícia investiga atendimento do traficante Nem em UPA da Rocinha

Polícia investiga atendimento do traficante Nem em UPA da Rocinha

Atualizado: Terça-feira, 8 Novembro de 2011 as 9:25

Agentes da 15ª DP (Gávea) investigam as causas do atendimento médico do traficante Antônio Bonfim Lopes, conhecido como "Nem", suspeito de ser o chefe do tráfico da Favela da Rocinha , na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Rocinha, na Zona Sul do Rio.

Nem teve a prisão decretada pela Justiça, mas continua foragido.

A informação que o traficante esteve na unidade na segunda-feira (7) foi confirmada nesta manhã pelo delegado da 15ª DP (Gávea), Carlos Augusto Nogueira Pinto.

Os policiais ainda não sabem qual foi a causa do atendimento e investigam se o traficante teria sido atingido por um tiro ou passado mal após uma overdose de ecstasy.

A Secretaria municipal de Saúde disse que não tem informações do atendimento do traficante na unidade, mas garantiu que o funcionamento do local foi normal.

Operação para combater crimes

Na quinta-feira (3), agentes da Polícia Civil apreenderam 90 rojões de artilharia antiaérea durante uma operação para combater crimes na Favela da Rocinha . Segundo os investigadores, 12 pessoas foram detidas. Não houve confrontos ou drogas apreendidas. A polícia também estourou centrais de TV a cabo e internet clandestinas, além de uma clínica de aborto .

A Rocinha é uma das próximas favelas do Rio a ganhar uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). De acordo com a polícia, boa parte da droga que chega ao Rio de Janeiro vai para a Rocinha.      

veja também