MENU

Polícia investiga caso de bebê que foi agredido e teve orelha cortada

Polícia investiga caso de bebê que foi agredido e teve orelha cortada

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 1:30

A Polícia Civil investiga o caso de um bebê de três meses que teria sido vítima de agressão em Campo Grande. Segundo informações do Conselho Tutelar, além de vários ferimentos pelo corpo o bebê também teve a orelha direita mutilada. Nesta quinta-feira (10), ele foi levado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) para ser submetido a exames periciais.

Segundo informações da conselheira tutelar que atendeu o caso, Cassandra Szuberski, o bebê chegou na unidade de saúde do bairro Guanandi, na noite de terça-feira (8), com a orelha cortada pela metade e com marcas de mordidas no rosto e no abdome, além de cortes pelo corpo.

Devido a gravidade dos ferimentos, o menino foi encaminhado para a Santa Casa, onde foi atendido por uma médica pediatra e ficou internado, em observação . Após ter alta do hospital, o bebê foi encaminhado para um abrigo governamental. Segundo Cassandra, a mãe da criança, que tem aproximadamente 20 anos, informou ao Conselho Tutelar que teria deixado o filho com uma amiga de 18 anos para ir ao mercado. Quando questionada sobre os ferimentos do filho, a mãe teria dito à conselheira que foram causados por uma outra criança, de dois anos, que também estava sendo cuidada pela amiga e teria pegado uma tesoura e cortado o bebê.

O caso, que foi classificado como lesão corporal, será investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA).        

veja também