MENU

Polícia investiga festas clandestinas em autódromo de Goiânia

Polícia investiga festas clandestinas em autódromo de Goiânia

Atualizado: Terça-feira, 9 Março de 2010 as 12

Nos últimos cinco anos, o Autódromo Internacional de Goiânia perdeu sua principal função. Em vez de corridas, festas consideradas clandestinas são promovidas no local.

Um vídeo, que faz parte de um relatório entregue pela Polícia Militar ao Ministério Público de Goiás, mostra uma multidão na pista e nos boxes. As mulheres dançam seminuas na presença de crianças, enquanto motoqueiros fazem manobras perigosas.

Um rapaz teve que aguardar no asfalto o socorro médico, já que o evento não tinha equipes de emergência. O relatório também denuncia o uso exagerado de bebidas e drogas dentro do autódromo.

"Isso é invasão, vem de fora para dentro. Ou seja, fica quase impossível a administração, se não contar com o apoio da Polícia Militar coibir esse tipo de situação", diz o gerente do autódromo internacional de Goiânia, Frederico Lacerda.

O Ministério Público Estadual quer que a Polícia Militar faça uma investigação para identificar os responsáveis pelas festas clandestinas realizadas no local e exigiu que a área passe a ter vigilância 24 horas por dia.

A PM informou que vai passar a monitorar a área, que apresenta sinais de abandono e precisa de reforma para voltar a receber competições.

"Se continuar da forma que está, isso aqui vai virar um cemitério. Os danos produzidos em decorrência dessa omissão são grandes. É necessário ter uma grande quantidade de dinheiro para poder ter essa recuperação, em decorrência dessa política de abandono do bem público", reclama o promotor de Justiça Marcelo Celestino.

veja também